Sombras da Luz: Entardecer, Capítulo 2

Capítulo 2: Revelações


*Enquanto isso, em Spodeth-Alpha...*


- Hummmm... Onde é que eu estou? 

- Vejo que já acordou, Príncipe Kyle! Bons olhos o vejam! - respondeu uma voz.

- Hummm? Hey! O que estou a fazer aqui? - inquiriu Kyle, ao aperceber-se que estava algemado nas mãos e nas pernas a uma parede, preso por diversas correntes de metal.

- O senhor é o nosso convidado de honra. Trago um prato de comida. Por favor, aceite este prato de comida, com os melhores cumprimentos do Imperador Seth.

Naquele momento, Kyle apercebeu-se que estava cheio de fome. Não comia há muito tempo! Na verdade, ele já nem se recordava bem do que havia acontecido. A última coisa de que se lembrava era de ver o Príncipe Titus e os restantes Sombras da Luz, a resgatarem-no das garras de Nexus, o Príncipe da Escuridão.*

* [Nota do Autor - ver Sombras da Luz: Skyfall] 

- Como esperas que coma se estou amarrado?

- Se prometer que se porta bem, eu liberto-o das correntes para comer, senhor! - respondeu a voz, com um tom afável. 

Saindo das sombras, o dono da voz apareceu finalmente. Era um elfo. Teria sensivelmente a mesma altura que Kyle. Os seus cabelos eram grandes, chegando ao meio das costas. Tinha uma pele clara, num tom pálido, quase lívido. O rosto era esguio, bem como as suas orelhas. Os seus olhos eram negros como o carvão. Vestia-se bastante bem. 

- "Não será um lacaio qualquer do Imperador Seth"... - pensou Kyle quanto o elfo o libertava. 

- Assim é, meu senhor! Eu sou Milk, Chefe da Guarda Imperial!- declarou o elfo, sentando-se ao lado de Kyle. 

- Tu leste-me os pensamentos? - perguntou Kyle, de boca cheia. 

- Tch, tch, tch... Não se fala com a boca cheia, senhor! Um jovem Príncipe tem de ter bons modos! Respondendo à sua questão, sim, eu consigo ler os pensamentos. Essa é uma das razões pelas quais fui incumbido de vigiá-lo. 

- Onde estamos nós, afinal?

- Nas masmorras do castelo do Rei Gallanos, o pai do Príncipe Mikel, em Spodeth-Alpha. Quer dizer, actualmente quem governa Spodeth-Alpha é o meu amo e senhor, o Imperador Seth! 

- Mas... Onde fica esse lugar? A última coisa de que me lembro... É de estar na Bretania... - suspirou Kyle, confuso.

- Já se passou algum tempo, senhor! O Planeta Terra já não existe! Vossa Alteza está na terra natal do Príncipe Mikel, Spodeth-Alpha! 

- Como é isso possível?

- Bom, digamos que o Imperador Seth tem planos para si. Vejo que está de boa saúde e a recuperar. O meu amo ficará satisfeito! - rematou Milk, levantando-se, ao aperceber-se que Kyle já tinha acabado de comer. 

- Espera...! O que queres dizer com isso? - insistiu Kyle.

Milk sorriu enigmático e colocou as correntes de volta nos pulsos de Kyle. Fazendo-lhe uma vénia, rematou:

- Agora se me dá licença...

Kyle levantou-se num ápice, mas tropeçou nas correntes e caiu. Milk virou costas e desapareceu.

- Eu precisava de ir à casa de banho... - murmurou Kyle, com o rosto no chão.


*Enquanto isso, na nave Akithran...*


- Eles já estão a dormir à bastante tempo! Hilarion, é melhor acordá-los! Não temos tempo a perder! - ordenou um dos Anciões dos Dias, ao cruzar-se com o Mestre Hilarion, à saída da Biblioteca da Sala Verde.   

- Sim senhor, estava a preparar-me para o fazer! - respondeu o Mestre Hilarion, fazendo uma vénia.

O Ancião dos Dias seguiu a passos largos rumo a uma outra Sala, a Sala do Raio Celestial, onde os restantes Anciões o aguardavam. Chegado lá...

- Então amado irmão, como está tudo? - perguntou um dos Anciões.

- O nosso irmão Hilarion vai agora acordar os jovens Sombras da Luz. 

- Óptimo! Não há tempo a perder! O destino de todo o Universo está nas mãos deles! Em breve, tudo regressará à normalidade! - respondeu outro dos Anciões, seguido de um murmúrio de concordância de todos os restantes.  

De repente, a porta da Sala abriu-se. O Mestre do Raio Violeta entrou e fez uma vénia solene, inquirindo:

- Estimados Anciões dos Dias, por acaso crêem que o jovem Mikel tenha alguma chance de concluir a missão que lhe foi confiada?

Um silêncio sepulcral percorreu toda a sala. O Chefe dos Anciões dos Dias levantou-se.

- Amado Violeta! Mestre do Raio da Transmutação Divina! Em verdade te digo: pouca importância tem se o Sombra da Luz é bem-sucedido ou não. Todos temos um propósito divino e ele não é excepção!

O Mestre do Raio Violeta indignou-se: 

- Deixem-me ver se compreendi. Vocês estão a dizer-me que não é importante que ele vença? Para quê colocá-lo à prova?

Um dos Anciões perguntou:

- Colocas palavras na nossa boca, Violeta! Por acaso escutaste-nos dizer que desejamos a sua derrota?

- Bem... Não... - murmurou Violeta.

Outro dos Anciões comentou:

- Pois é claro que não! Algum motivo para interromperes a nossa reunião?

- Só estou preocupado com o destino destes jovens. Já se perderam demasiadas vidas ao longo deste percurso. Não desejo mais perdas... - respondeu Violeta, amuado.

Com um sorriso, o Chefe dos Anciões dos Dias afirmou:

- Mestre do Raio Violeta. Amado irmão. O meu coração enche-se de alegria por escutar-te falar assim. Não te preocupes. Tudo regressará à normalidade em breve. Agora, se nos dás licença...

Violeta fez uma vénia e saiu da Sala do Raio Celestial. Enquanto caminhava rumo à sua própria sala, comentou para si mesmo:

- Oxalá que o jovem Mikel consiga superar a prova que o aguarda no Jardim dos Deuses...

[Continua...]

Comentários

Enviar um comentário

Olá! O teu comentário é sempre bem-vindo!
Comenta, opina, expressa a tua opinião! Este espaço é teu!

Se quiseres contactar connosco, envia-nos um email para:

entrelinhasdirecionadas@outlook.pt

Esperemos que tenhas gostado do blog e que voltes sempre!

Mensagens populares deste blogue

Sexo oral. Porém escrito!

Projecto "Baleia Arco-Íris" [Update]

Animal X Animal