Existo, logo penso! #1.13 [PT]


O tema de hoje é bem actual. Vou falar sobre o que se passou ontem em Portugal. Centenas, talvez milhares de taxistas decidiram manifestar-se. Como se não bastasse, manifestaram-se logo numa segunda-feira, dia tipicamente caótico, principalmente na capital do país.

Há muito que defendo que o negócio dos táxis deveria ter concorrentes. Eles exercem um verdadeiro monopólio sobre os clientes que necessitam dos serviços deles. Eu não costumo precisar de táxis, mas uso-os pelo menos uma vez por mês, quando vou fazer as compras ao supermercado. Tenho por costume fazer as compras para o mês inteiro - pelo menos o geral - e para regressar a casa, chamo um táxi.

Nunca usei Uber, mas geralmente uso táxi "personalizado". Telefono directamente para um motorista em específico e quando ele não pode, envia algum colega da sua "equipa". Geralmente fazem-me uma atenção no preço, pouco ou nada de significativo, mas que sempre vejo com agrado.

Existem, no entanto, muitas outras questões que me incomodam e que devido a isso, me fazem defender a questão de mais empresas a poderem circular como serviço de transporte de passageiros. Por exemplo:

Nunca entendi porque pagamos uma determinada tarifa de dia para um trajeto, sendo que pagamos o dobro ou quase, se formos à noite.

O mesmo para a quantidade exorbitante de gastos, que os taxistas exigem, para levar as pessoas entre um local ou outro. Neste caso, a coisas torna-se ainda mais gritante quando falamos de trajetos entre os aeroportos e o centro da cidade. Das duas uma. Previmos as nossas viagens e custos adicionais antes de as fazermos; Combinamos o valor a pagar com o taxista; Acabamos por nos deslocar por outros meios para chegar ao destino, sendo esta decisão a mais prática na maioria dos casos.

É de lamentar as cenas que ocorreram ontem. Pancadaria, insultos, ameaças. Havia necessidade de estragar um carro da Uber, com clientes lá dentro? Que ideia terão ficado esses clientes? Isso não é, em lado nenhum, uma desculpa. É um comportamento primitivo, merecidamente punível por lei!

Com os esforços que se fazem para vender Portugal no estrangeiro como uma terra pacífica e amigável, foi lamentável o que se passou ontem. Ninguém ganhou o quer que seja e no fundo, os taxistas perderam a pouca razão que ainda poderiam ter. Violência só gera mais violência. E infelizmente, isto foi apenas a ponta do véu...

Quem não se recorda do casal lésbico que apanhou de um taxista, há tempos atrás? A sério, muito boa gente precisa não só de novas aulas de condução. Precisam de um verdadeiro curso de Formação e Educação Cívica!

Comentários

  1. Isto vem ocorrendo em todas as partes do mundo, inclusive aqui. Sou inteiramente à favor de tudo que quebra os monopólios e inovam em benefício dos usuários.
    Sejam bem vindos os UBER's e os AirBNB's da vida.

    Beijão

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Totalmente de acordo contigo, Paulo!
      Abreijos. :3

      Eliminar

Enviar um comentário

Olá! O teu comentário é sempre bem-vindo!
Comenta, opina, expressa a tua opinião! Este espaço é teu!

Se quiseres contactar connosco, envia-nos um email para:

entrelinhasdirecionadas@outlook.pt

Esperemos que tenhas gostado do blog e que voltes sempre!

Mensagens populares deste blogue

Sexo oral. Porém escrito!

Projecto "Baleia Arco-Íris" [Update]

Animal X Animal