Sombras da Luz: Skyfall, Capítulo 14 [PT]

sombras-da-luz-skyfall
Capítulo 14: Ano Novo, Vida Nova!

Kyle despertou, horas mais tarde, com uma grande dor de cabeça. Estremunhado e com a sensação de que se passara algo terrível, dirigiu-se à casa de banho para lavar a cara. Ao olhar-se ao espelho, deu um salto para trás, assustado! Light e ele estavam unidos e naquele momento, ele estava com o corpo coberto de escamas, as asas abertas, cabelos ruivos e com um olhar vivo, brilhante. Light falou através da boca de Kyle.

light-dragon-kyle-neptune-nexus

- Olá amo Kyle! Tal como te disse antes de desmaiares, eu e tu estamos unidos de agora em diante! A esta nossa nova forma dá-se o nome de Unhcegila, Deeragoh, na tua linguagem. Nesta forma o nosso nome é Nexus. 

Kyle escutava tudo, pensando que ainda estava bêbado! Completamente atordoado, deu uma valente bofetada a si mesmo. Um sorriso triunfante estampou-se na cara de Nexus.

- Eu disse-te, meu amo! Estamos unidos! Somos um único ser a partir de agora!

- Porque fizeste isto, Light? O que raio se passa aqui? - perguntou Kyle, zangado.

- Meu jovem amo, o que se passa é na verdade muito simples. Todas as criaturas do amo Mikel uniram-se com os seus novos donos. Esta foi uma forma que encontramos para fazermos despertar os vossos poderes mais rapidamente. Além disso, a viagem até Upzulpyb ainda vai levar tempo, se o meu amo for na sua forma Gihgul.

- O quê? Upzulpyb? O que sabes tu sobre isso? E outra coisa… Por acaso dá para eu manter a minha aparência física, Light? Isto é, Nexus… Enquanto estou em terra…. Porque na água quero assumir a minha forma… Como é que lhe chamaste? Gihgul?

- O jovem amo deve começar a habituar-se aos novos conceitos. Assim que assumir a forma Gihgul, ou seja, quando o amo se tornar um sereio, passará a comunicar-se na linguagem das sereias com os outros seres. Essa linguagem é conhecida como seirén. Enquanto estiver na sua forma gihgul, só falará nessa linguagem, compreendendo assim todos os restantes seres aquáticos com quem se cruzar. Fora de água, falará na linguagem humana. Por fim, quanto à sua pergunta, sim, meu amo, vai manter a sua aparência física. Quis apenas mostrar-lhe que não estava a sonhar…

- Isto é de loucos, Light! Devias ter-me perguntado antes! Não tinhas o direito de fazer isto sem eu te ter autorizado! - berrou Kyle, irado! 

- Fi-lo para o seu próprio bem, amo. Ainda me vai agradecer de joelhos pelo que fiz, um dia… - rematou Nexus, desvanecendo-se e fazendo Kyle regressar à sua aparência normal.

Este de imediato preparou um bom banho de imersão. Tinha a cabeça a andar à roda. Triste e infeliz, ele sentia-se traído e sozinho. Onde andaria Mikel naquele momento? Ele estava a precisar tanto dele e este não lhe dizia nada, já fazia um bom tempo! Começando a pensar em tudo o que Nexus lhe havia contado, a dor começou a diminuir. Quanto mais tempo estava naquele banho, melhor se sentia. 

Não tardou muito para que sentisse uma vontade enorme de saltar dali e nadar na piscina da casa, para poder movimentar-se à vontade. Assim saltou da água mas, como já começava a adquirir características aquáticas, sentiu dificuldades em mexer-se.

- Light, ajuda-me! Por favor!

E assim, Kyle regressou à sua aparência humana e dali correu para piscina, onde mergulhou de cabeça, tornando-se um sereio. Sentiu-se livre. As emoções tristes dissiparam-se num instante. De repente, veio à tona. Levantou-se, mais animado e satisfeito. Voltou à sua aparência humana. Vestiu-se e foi para a universidade. 

Estava decidido a não sofrer mais. Se até aquele momento ele já levava uma vida boémia, esta aumentou consideravelmente. A sua atitude porém, tinha-se alterado. Ninguém sabia explicar o motivo, mas Kyle estava diferente. 

Mais frio, frontal e misterioso do que nunca, ele chamava a atenção das outras pessoas, onde quer que fosse. De um momento para o outro, passou de um dos rapazes mais odiados da faculdade ao mais cobiçado. Muitas raparigas e alguns rapazes aproximavam-se dele, com vontade de se envolverem com ele. Não se importavam nada que ele no dia seguinte lhes desse com os pés. Ele porém, calculista, fazia-se de difícil e não se entregava a ninguém, embora fosse atrevido às vezes. 

E assim se passaram algumas semanas. 

O Outono deu lugar ao Inverno e rapidamente chegou o Natal. Kyle não recebeu mais notícias da sua família humana. Acabou por passar o Natal sozinho, mergulhado na piscina de Mikel. Também nunca mais tivera notícias deste. Estava extremamente revoltado com isso. Light passava muito tempo em silêncio e sem dar sinais de vida, após aquela fatídica manhã em que apareceu unido a Kyle, no ser a que deu o nome de Nexus. Kyle estava decidido a começar o novo ano acompanhado. Fosse por quem fosse.


*Porto, 31 de Dezembro de 2018*


Kyle saiu da casa de Mikel eram 10 da noite. Estava muito elegante, vestido todo de preto. Dali dirigiu-se para o centro da cidade. Iria festejar a passagem do ano a uma discoteca “in” do Porto, a “Laevectus”. Chegado lá, deparou-se com um mar de gente, a rir e a beber. Com um ar bem-disposto e descontraído, aproximou-se do balcão, onde pediu um cocktail Laevectus, que era composto por Blue Corazón, Amaretto di Saronno, Champanhe e um ingrediente secreto. Ele adorou a bebida e não tardou a repetir. Aos poucos, Kyle deixou-se invadir pelo espírito da festa e rapidamente começou a dançar, todo animado, na pista de dança. Um palco improvisado foi iluminado e começou a contagem decrescente para o ano novo!



[Dulcineia & Doroteia]

Feliz Ano Novo!
Feliz Ano Novo!
Fazemos votos de que todos vocês tenham Esperança
Num Mundo onde cada vizinho é vosso Amigo!

Feliz Ano Novo!
Feliz Ano Novo!
Que todos tenhamos Fé e vontade de Lutar
Se não fizermos isso, então mais vale Desistir e Morrer
Tu e eu…

[Dulcineia]

Não há mais champanhe
E o fogo-de-artifício acabou!
Aqui estamos nós, eu e tu
Sentindo-nos perdidas e tristes…!

[Doroteia]

Acabou-se a festa
E o Amanhã parece tão cinzento,
Tão diferente de Ontem
Agora é o momento de dizermos:

[Dulcineia & Doroteia]

Feliz Ano Novo!
Feliz Ano Novo!
Fazemos votos de que todos vocês tenham Esperança
Num Mundo onde cada vizinho é vosso Amigo!

Feliz Ano Novo!
Feliz Ano Novo!
Que todos tenhamos Fé e vontade de Lutar
Se não fizermos isso, então mais vale Desistir e Morrer
Tu e eu…

[Doroteia]

Às vezes eu vejo
Um Novo Mundo Cruel a chegar
E vejo como ele se prospera
Nas cinzas das nossas vidas!

[Dulcineia]

Oh sim, os Homens são uns tolos!
E eles acham que tudo ficará bem!
Enquanto eles arrastam os seus pés de barro,
Desconhecem que estão a caminhar para a Perdição!

[Dulcineia & Doroteia]

Feliz Ano Novo!
Feliz Ano Novo!
Fazemos votos de que todos vocês tenham Esperança
Num Mundo onde cada vizinho é vosso Amigo!

Feliz Ano Novo!
Feliz Ano Novo!
Que todos tenhamos Fé e vontade de Lutar
Se não fizermos isso, então mais vale Desistir e Morrer
Tu e eu…

[Doroteia]

Vai em frente e arrisca!

[Dulcineia & Doroteia]

Feliz Ano Novo!
Feliz Ano Novo!
Fazemos votos de que todos vocês tenham Esperança
Num Mundo onde cada vizinho é vosso Amigo!

Feliz Ano Novo!
Feliz Ano Novo!
Que todos tenhamos Fé e vontade de Lutar
Se não fizermos isso, então mais vale Desistir e Morrer
Tu e eu…

O público celebrou a entrada no Ano Novo com as tradições habituais. Uns comiam as passas, outros beijavam a pessoa especial das suas vidas, outros dançavam ao som da dupla e praticamente todos abriam garrafas de champanhe, oferta da casa! Por todo o lado se ouviam os estouros das garrafas e os brindes, misturados com o som do fogo-de-artifício.
 
Kyle, por sua vez, observava as cantoras, completamente surpreso! Eram duas irmãs gémeas, chamadas Doroteia e Dulcineia. Kyle conhecia-as de vista, uma vez que eram colegas na faculdade, embora só tivessem aulas juntos em duas disciplinas, que eram dadas no anfiteatro.

Doroteia e Dulcineia foram muito ovacionadas, com toda a gente a querer dar-lhes os parabéns. O facto de serem gémeas concebia-lhes uma graça especial. No entanto, embora fossem gémeas, as diferenças eram evidentes. Dulcineia era mais alta, tinha cabelos azuis que se afunilavam no meio das costas. Doroteia era mais baixa, tinha cabelo cor-de-rosa, pelos ombros. Ambas tinham a pele muito clara e usavam lentes de contacto que tornavam os seus olhos violetas!

Após alguma hesitação, Kyle aproximou-se. O seu “apetite” estava no limite! Envolver-se com aquelas duas raparigas seria a entrada perfeita no Ano Novo! Estas receberam-no calorosamente, quando os ânimos serenaram. As pessoas regressaram às conversas e às danças, bebendo e rindo muito alto. 

- Uau! Não sabia que vocês cantavam! Nunca ouvi nada sobre vocês lá na faculdade! Vocês foram espectaculares! Parabéns! - comentou Kyle, aproximando-se delas e dando-lhes dois beijos.

- Obrigado, Kyle! - responderam as duas a rir, felizes.

- Como…? É que sabem o meu nome? - perguntou Kyle, surpreso.

- Ora, a tua fama persegue-te! O “rapaz-sombra” que tem feito furor na Universidade e não “passa a bola” a ninguém! Oh sim, nós sabemos muito bem quem tu és, Kyle!

Este aproveitou a deixa e rematou:

- Sendo assim, que me dizem de irmos passear para um local mais agradável? Aqui está muito barulho…  

Trocando um olhar cúmplice, ambas sorriram e aceitaram. Kyle, mais feliz do que nunca, pegou nelas pelas mãos e levou-as até casa de Mikel. Chegadas lá, ambas ficaram surpreendidas com o facto de Kyle viver sozinho numa casa tão grande. Este explicou que aquela casa não era dele, era de um amigo, mas que este lhe deixara a chave, uma vez que se encontrava fora, em viagem. Doroteia e Dulcineia sentaram-se nos sofás da sala. Estavam cansadas da actuação.

- Estejam à vontade! Eu vou preparar algo para bebermos! - comentou Kyle, com um sorriso perverso. A sua “sede” naquele momento era equivalente à “fome” que sentia.

Num instante, preparou umas bebidas e para seu espanto, deu com as gémeas a prepararem algo para fumarem. De imediato, um cheiro agradável e familiar, veio-lhe às narinas.

- Aqui estão as bebidas, meninas! Bebam à vontade!

- Obrigado Kyle! És servido? - perguntou Dulcineia, dando uma valente “passa” no “charro” e soprando o fumo para a boca da irmã, antes de trocarem um beijo molhado.

- Oh sim, claro! - respondeu Kyle, claramente excitado. 

Ver as raparigas a beijarem-se tinha detonado o que ele pretendia. Sabia que não tardaria muito a envolverem-se. Ele deu uma “passa” e soprou o fumo para a boca de Dulcineia, que o beijou com voracidade, enquanto a irmã se aproximava e começava a acariciá-lo. Este não perdeu tempo: abraçou Doroteia e levantando-se, arrastou-a contra uma parede, beijando-a com fervor. Dulcineia seguiu-os, excitada, despindo-se e ajudando Kyle a despir-se, enquanto este despia Doroteia. Os três beijavam-se, mordiscavam-se e começavam a entregar-se a um intenso prazer, que lhes percorria todo o corpo.

Rapidamente Kyle descobriu os seios de Dulcineia, lambendo os seus mamilos e mordiscando-os, enquanto esta gemia de prazer. Já Doroteia acariciava cada centímetro do corpo de Kyle, retirando-lhe por fim a última protecção: os boxers do rapaz, que escondiam um majestoso membro. Ela de imediato começou a lamber e a chupar aquele membro, enquanto Kyle arfava, excitado.  Este, por sua vez, fazia o mesmo a Dulcineia, depois de lhe tirar o fio dental que escondia a sua feminilidade. 

Ambas as raparigas gemiam e arfavam. Kyle beijava uma e outra, sedento de desejo. De repente, as miúdas empurraram-no para o chão. Doroteia e Dulcineia correram pela casa, nuas, rindo-se de Kyle:

- Não me apanhas, não me apanhas! - troçavam, subindo as escadas em direcção aos quartos da casa.

- Ahhh! Vocês já vão ver! - respondeu Kyle, entrando no jogo delas. 

Decidido, deu mais uma “passa” no charro, que estava nas últimas e bebeu o copo que tinha deixado, meio vazio. Depois, qual gato, galgou os degraus, sem fazer barulho. Abriu a primeira porta. Estava vazia. Era o quarto de Mikel. Suspirou aliviado. Não queria que elas estivessem ali. Ainda mantinha algum respeito pelo seu amigo. Abriu a segunda porta. O quarto estava vazio. Seguiu-se a terceira porta. Nada. Com um sorriso triunfante, abriu por fim a última porta.

Ao abrir, deparou-se um cenário idílico, bem de acordo com as fantasias dele: Dulcineia e Doroteia beijavam-se e acariciavam-se mutuamente. Estavam em cima uma da outra, agitando-se e gemiam de prazer. Kyle, ao ver aquilo, entrou em êxtase! Na sua cabeça, imagens de outros corpos apareciam, de corpos masculinos. Abanando a cabeça, para não se excitar com os pensamentos que lhe invadiam a mente, saltou para a cama e decidido, procurou uns preservativos, colocando no seu generoso membro e começou a penetrar as gémeas, uma e outra vez, intercalando entre elas. 

O resto da noite foi passado assim, entre desejos, arfares, gemidos e gritos. Kyle estava incansável. O seu desejo era intenso e ele acabara por fantasiar com o que realmente gostava, quando as gémeas o penetraram a ele também. Já os primeiros raios de sol iluminavam os céus quando o silêncio regressou. Cansados mas satisfeitos, todos adormeceram rapidamente. 


*1 de Janeiro de 2019* 


Kyle acordou de repente com vontade de ir à casa de banho. Tinha a bexiga cheia. Estava na casa de banho a pensar na bela noite que tinha tido, quando de repente… 

- Olá Kyle! - cumprimentou uma voz familiar.

- Aiiii! - gritou este, começando a molhar a casa de banho toda, com o susto.

- Ah ah ah! A sério? Acaba lá isso, temos de conversar… - respondeu a primeira voz, divertida.

Kyle assim fez. Completamente desperto, passou uma esfregona pelo chão e olhando para todo o lado, perguntou:

- Mikel? És tu? Estiveste a espiar-me?

- Sim e não. Sim, sou eu, Kyle. E não, não te estive a espiar. Apenas soube que a “festa” terminou há momentos e aproveitei o facto de estares acordado para fazer uma ligação telepática contigo.

- É preciso muita lata, muita lata mesmo, Mikel! Estiveste tanto tempo sem dares notícias! Desde o dia em que fui expulso de casa* e descobri que o meu ex-namorado me traía*! Kuma, como foste capaz de me fazer isto? 

* [Nota do Autor - ver "Sombras da Luz: Skyfall, Capítulo 7"]

Mikel suspirou.

- Tens… Tens toda a razão, pequeno… Desculpa-me. Não sei quanto tempo passou desde o nosso reencontro, mas as coisas aqui no Espaço funcionam de forma diferente. Depois de ter estado contigo, viajei até uma Realidade Futura Alternativa. Viajei até ao ano 2038. Lá fiquei a conhecer coisas que vão acontecer em todas as realidades, caso nós não detenhamos o Mal Desconhecido que já está a atormentar o Planeta Terra.

- A sério?! O que vai acontecer? E o que andas a fazer? - inquiriu Kyle, mais calmo.

- Não posso falar muito, sabes? Corro o risco de alterar o Futuro, mesmo que sem essa intenção. Quanto ao que eu ando a fazer, eu parti na companhia de um rapaz muito especial, numa demanda pelos 7 Elementos. Os 7 Elementos que deram origem ao Universo. Estamos aliás, neste momento, no local onde está o 1º Elemento. Chegamos aqui há instantes.

- Wow! Isso é espectacular! Como se chama o rapaz? É bonito? Vocês já se envolveram? Ah ah ah ah! - perguntou Kyle, entre risos.

Uma voz doce, porém fria, respondeu:

- O meu nome é Renge. Sou o filho de Yusuke e de Tenshi do Futuro. Vim do ano 2038 para treinar com o Mikel.

Kyle exclamou, atónito:

- O quê! Tu vieste do Futuro? E... És filho do Mikel com o Ángel? Não!! A sério?!?

- Assim é, meu querido Kyle… Desculpa ter passado tanto tempo sem te dizer nada, mas… A verdade é que eu também não ando a brincar. E a propósito…

- Que se passa, Kuma? - perguntou Kyle, mais meigo. 

Um calor aflorava-lhe no coração e lágrimas começavam a deslizar pelo seu rosto. A raiva e a mágoa contra Mikel davam lugar à saudade e ao laço que os unia desde que se conheciam. Light, o dragão, começava a estrebuchar dentro de Kyle. A maldade imposta por Carmen começava a ser destruída e ele começava a recuperar a sua consciência. Kyle sentia o mesmo. Aos poucos deixava de sentir tanto ódio e deixava de ver tudo com frieza e desprezo.

- Querido Kyle, meu amigo e irmão… - começou Mikel. - O Tempo está contra nós. O Mal 
Desconhecido já começou a fazer vítimas aí na Terra. Que dia é hoje?

- Hoje é dia 1 de Janeiro de 2019, porquê?

- O quê? Já se passou tanto tempo?! Caramba! Temo pela vida de alguns amigos que por esta altura, já deveriam estar aí, na tua companhia. Era suposto chegarem aí em meados de Novembro… Espero que estejam bem, não me consigo conectar telepaticamente com eles…

- Quem são eles, Mikel?

- Quando os vires, saberás… - respondeu este, misterioso.

- Ahhh, ok… - suspirou Kyle, aborrecido.

- Desculpa, mas só sei o nome de dois deles, embora esteja previsto aparecerem mais. Mas dois deles eu conheço pessoalmente. Um deles é o Razor e outro é Hao Fang, um membro do F.A.T.E.

- Um membro da F.A.T.E.? Bolas, tens amigos poderosos, tu! E já agora, porquê esta comunicação? Tipo, assim, do nada…?

Mikel fungou e respondeu num tom mais severo:

- Sabes Kyle, o que tu fazes da tua vida, embora eu não tenha nada a ver com isso, é importante para mim, porque afecta-me também. Tu és o Filho do Deus Neptuno. A tua semente é muito valiosa, percebes? Não podes andar a desperdiçá-la em relacionamentos ocasionais e até perigosos. Não sabemos a extensão do Mal Desconhecido neste momento…

- Então e o que sugeres, Kuma? - perguntou, meio a gozar, meio a sério.

- Ehrm… Tens de levar todos os vestígios da tua noitada daí para fora… E destruí-los.

- O quê? 'Tás a gozar, só podes!!

- Estou a falar muito a sério. Mesmo. Não podemos deixar que os teus vestígios se voltem contra ti, neste caso, criando mais problemas do que prazer, se é que me entendes…

- Entendo, entendo… - respondeu secamente Kyle. 

Aborrecido, dirigiu-se ao quarto, vestiu umas boxers e procurou pelos preservativos usados na noitada de farra. Saindo pé ante pé do quarto, perguntou a Mikel:

- É isto?

- Sim... Desculpa estar a ser picuinhas, mas todo o cuidado é pouco… Só digo isto pelo teu próprio bem, meu querido…. Tens uma grande missão à tua frente.

Kyle sorriu, feliz por ver que a preocupação de Mikel era genuína. Em pensamento, invocou Light e perguntou-lhe se este podia destruir os vestígios. Light respondeu que sim e perante o olhar espantado de Kyle, a sua boca abriu-se e lançou uma bola de fogo directa à mão direita, onde estavam os preservativos usados. Milagrosamente, o fogo não fizera nada mais a não ser destruir os vestígios. Não havia sobrado nada deles. As mãos de Kyle mantinham-se incólumes.

- Bom trabalho, Light! - congratulou-se Mikel, sorrindo. 

- Amo Mikel, onde está? - perguntou este, através de Kyle.

- Já vi que tu também te uniste a Kyle. - respondeu Mikel, satisfeito. - Muito bem, muito bem. Olha, eu estou no Umbral, ao que tudo indica, parece que é aqui que está localizado o 1º Elemento… Tenham cuidado com vocês, meninos… A energia do Kyle é muito preciosa e importante para cair em mãos erradas. E tenham cuidado com os Sentinelas…

- O que e quem são os Sentinelas, Kuma?

- Os Sentinelas…. Ahhhhhh… - a voz de Mikel desvaneceu-se. 

A comunicação tinha terminado. Kyle, embora cansadíssimo, encontrava-se desperto. De imediato foi tomar banho, antes de mergulhar na piscina, esquecendo-se que Doroteia e Dulcineia ainda estavam lá em casa, a dormir. Horas mais tarde, acordou-as, deu-lhes o almoço e levou-as a casa, já arrependido de se ter envolvido com elas.

*Um pouco mais tarde, numa encosta da Escócia….*

- Com que então o Mikel está em busca dos 7 Elementos? Interessante! Isso explica porquê que não o encontrávamos em lado nenhum! - comentaram Jessie e James, virando-se para Carmen, em busca de ordens.

Carmen mostrava-se surpreendida e desagradada. Por um lado, ela já desconfiava que Mikel estava fora da Terra, embora as informações que recebera recentemente dissessem que ele se encontrava em Espanha. Por outro lado, ficou admirada com o poder que Mikel possuía. Com um contacto telepático, ele conseguira amenizar as Sombras de Kyle e do próprio Light, que recuperara a sua consciência. De imediato, decidiu que tinha de traçar um novo plano. Era preciso encontrar os restantes Sombras da Luz que se encontravam no Planeta Terra. E roubar o 4º Elemento, que um deles teria em seu poder, antes que Mikel regressasse.

[Continua...]

Comentários

  1. Muito interessante a história. :)

    p.s.: Comentei igualmente as tuas últimas publicações.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que estás a gostar! ^^

      P.S. - Precisas de ver a postagem mais recente da temática filmes, faço lá uma menção a ti. :P

      Abraço :3

      Eliminar

Enviar um comentário

Olá! O teu comentário é sempre bem-vindo!
Comenta, opina, expressa a tua opinião! Este espaço é teu!

Se quiseres contactar connosco, envia-nos um email para:

entrelinhasdirecionadas@outlook.pt

Esperemos que tenhas gostado do blog e que voltes sempre!

Mensagens populares deste blogue

Sexo oral. Porém escrito!

Projecto "Baleia Arco-Íris" [Update]

Animal X Animal