Vírgulas do Destino: A Vingança! Capítulo 11

Capítulo 11: O Segredo de Shinta!

Alguns minutos mais tarde...

- Hummm..onde estou? – pergunta Shinta.

- Bem-vindo de volta! Mwa wa wa wa! – responde a voz.

- Já me lembro...aquele golpe...porque não morri? Porque continuo vivo?

- O meu ataque só não te matou porque eu não queria matar-te...quis apenas demonstrar-te um pouco do meu poder...

- Caramba...é impressionante! O teu poder...! Eu...eu tenho que o ter! Com ele, eu derrotarei Katsumo!

- Muito bem, por mim...podes ter o meu poder...apenas tens de me dar algo em troca...! - sussurra a voz.

Shinta responde de imediato:

- Dou-te o que tu quiseres!

A voz ri-se divertida e afirma:

- Mwa wa wa wa! Óptimo! Eu quero a tua alma, Shinta!!

- E dás-me o poder absoluto? Se eu te der? – pergunta Shinta, completamente desvairado!

- Sim Shinta, serás o homem mais forte deste Mundo! – responde a voz.

- Muito...muito bem! Eu aceito! – declara Shinta.

- Excelente decisão! - congratula-se a voz.

De repente, um raio cai mesmo em frente de Shinta e surge uma estranha personagem. Era alto. Um estranho ser, com corpo de pessoa e cabeça de gato. Abrindo os olhos e sorrindo malevolamente para Shinta, a figura apresenta-se:

- Pois bem, querias conhecer-me! Pois aqui estou eu! O meu nome é Thanatos!

- Thanatos? – pergunta Shinta, completamente arrepiado!

- Assim que te tocar, receberás o poder absoluto, Shinta...em troca, eu levarei a tua alma comigo...! – responde Thanatos, rindo-se divertido.

Shinta já não queria saber de mais nada. Estava completamente alucinado com tudo aquilo! Só queria saber de obter aquele poder! Pouco lhe importava se estava a fazer um pacto com um demónio... desde que obtivesse o poder para se vingar e destruir Katsumo! Thanatos levanta as suas mãos, levemente parecidas com patas de gato. Olhando feliz para Shinta, declara:

- Que seja feita a tua vontade! Mwa wa wa wa wa!

E assim, Thanatos, que não era nada mais nada menos que o Nada no Shan Hi Ko, faz a sua dádiva a Shinta...e leva a alma deste em troca!

- Adeus Shinta! Com o poder que te dei, conseguirás vencer, até o Katsumo Hoshi! Mwa wa wa wa! Adeus!! - Thanatos torna-se fumo e desaparece a rir.

Shinta começa a sentir uma energia a vibrar dentro de si!

- Uau! Que poder! Sinto todas as células do meu corpo a fervilhar! Tenho a força de cem homens! Agora sou invencível! Mwa ah ah ah ah ah ah ah!

A partir desse dia, Shinta esqueceu-se a pouco e pouco dos conhecimentos do seu antigo mestre. Tornou-se cada vez mais poderoso e cruel. Anos mais tarde, com os tesouros que tinha descoberto naquele santuário, decidiu criar uma organização secreta e mudou o seu nome para X.

Passou a usar uma máscara, que só tirava para aqueles em quem confiava e para adversários dignos dele....aguardava pelo momento em que pudesse defrontar Katsumo e derrotá-lo definitivamente! Mas só se Katsumo se revelasse um adversário à altura! Quando ocorreu o grande encontro de Mestres na Tailândia, Shinta esteve presente, como espectador. Assistiu à vitória de Katsumo e foi aí que começou a delinear o Torneio X.

*Shinta regressa à realidade*

- Pois bem...estás cansado Hao? Mwa ah ah ah! – pergunta Shinta, meio trocista ao ver Hao a ficar bastante ofegante de repente.

- Eu... eu...nem por isso, Shinta! Vamos lutar! – responde Hao.

Hao levanta-se. Decide aplicar um soco na barriga de Shinta, mas este agarra-o e dá-lhe uma cabeçada em cheio no rosto. Não contente com isso, dá-lhe um pontapé no peito, fazendo Hao recuar para trás. Este cai para trás. Shinta aproxima-se, mas Hao levanta-se num salto repentino e tenta dar uma série de golpes em direcção de Shinta, mas este salta para trás e consegue evitar todos os seus golpes. Olhando para Hao, ri-se trocista:

- Estás quase lá, meu amigo! Mwa ah ah ah!

Hao fecha os olhos. Invocando toda a sua energia, bate com o pé no chão, com toda a força e levanta uma poeira enorme da praia, cegando Shinta por uns momentos. Shinta sente uma grande pressão no pé, prendendo-o ao chão. De repente, vê 8 braços lançados na direcção dele. Hao lança uma série de socos na direcção de Shinta, bloqueando e quebrando todas as suas defesas. Shinta nem queria acreditar! Estava a ser completamente sovado! Ainda tenta dar uma joelhada, mas tinha o pé bloqueado! Finalizado o golpe, Hao fica sem forças e vira-se para Katsumo:

- Katsumo, tens de continuar a partir daqui...! Eu estou no meu limite...só tu o podes derrotar!

Shinta estava bastante enfraquecido pelos golpes aplicados por Hao, mas ainda assim, não se dera por vencido! Virando-se para Katsumo, diz:

- Se me quiseres vencer, terás de ser mais rápido que ele...caso contrário, nunca conseguirás, Katsumo Hoshi! Mwa ah ah ah! – troceja Shinta, vendo Hao encostar-se a um rochedo.

Katsumo aproxima-se de Shinta. Olhando para ele zangado, responde:

- Já estás a começar a irritar-me! Afinal quem és tu?

Shinta vira-lhe costas. Respirando fundo, vira-se para Katsumo e diz:

- É engraçado...o teu irmão Kaji fez-me exactamente a mesma pergunta!

Katsumo olha para ele surpreso:

- O quê? Quando é...espera lá...como é que tu sabes que tenho um irmão? E que ele se chama Kaji?

Shinta ri-se levemente e responde:

- Bem, estive com ele há uns tempos atrás...quando parti à tua procura...infelizmente, o teu irmão não quis colaborar comigo...e pagou caro a sua insolência!

Katsumo fecha os punhos e arrepia-se todo! Será que...aquilo que lhe veio à ideia...seria verdade?

- O quê que tu fizeste ao meu irmão??

- Sim, isso mesmo Katsumo! Eu matei o teu irmão! Matei-o a ele e a todos estes imbecis que vieram atrapalhar o nosso reencontro!

Katsumo nem queria acreditar no que estava a ouvir! Hao mostrava-se chocado também, nem conseguia articular palavra! Katsumo aproxima-se de Shinta e pergunta-lhe:

- O nosso reencontro? Espera lá...! Tu...não, não pode ser possível! Tu és...?

Shinta deu um salto para trás e rindo-se feliz acena com a cabeça e responde:

- Sim, é isso mesmo! Sou eu, o Shinta! Mwa ah ah ah ah!

Katsumo não conseguia acreditar! Aquele homem era o seu velho amigo e rival?

- Mas...! Shinta, estás tão diferente! – responde Katsumo, com os olhos arregalados.

- Mudei sim...mas para melhor! Agora sou o guerreiro mais poderoso do Mundo! – declara Shinta, com os braços abertos.

Katsumo olha para ele completamente chocado! Uma raiva começa a tomar conta dele...

- Estou sem palavras! Tantas mortes! Todas as pessoas que morreram ao longo do torneio...eles eram inocentes! O Abel! O Leonard! A Shian! Como foste capaz, Shinta?

Shinta ri-se divertido e numa voz melíflua diz:

- E esqueceste-te do teu irmão, do Ghrishma, do Arun...

Katsumo abre a boca mas nem conseguiu falar! Hao levanta-se e pergunta:

- Tu mataste até os desgraçados que trabalhavam para ti? Porquê?

- Ora, eles trabalhavam para mim, mas tencionavam abandonar-me...queriam recuperar a sua liberdade...e assim, ficaram totalmente livres! Até fiz uma boa acção por eles! Katsumo, Hao! Fiquem a saber que ninguém merece viver se for fraco! Só os mais fortes sobreviverão! Já deviam saber disso, vocês os dois! Assim que eu vos vencer, tomarei o controlo deste Mundo e vou governá-lo para sempre! Mwa ah ah ah!

- Tu enlouqueceste! Esqueceste-te dos valores mais importantes, como o Respeito pelos adversários, a Honra de combate...Shinta, tu tornaste-te um ser miserável! – explode Katsumo, preparando-se para o combate.

- Obrigado pelos elogios! Assim que te destruir, tu que és o Eleito da Luz, as Trevas finalmente cobrirão este Mundo, conduzindo-o a uma Nova Era! – declara Shinta.

Katsumo coloca-se em posição de combate e diz:

- Tu estás louco! Chega de parvoíces!

Hao levanta-se de repente e diz:

- Cuidado Katsumo! Ele sabe usar as Místicas Artes do Shan Hi Ko! Ele não é um adversário qualquer!

- Cala-te imbecil! – resmunga Shinta, lançando um brutal pontapé a Hao, que cai desamparado.

Shinta lança-se ao Katsumo. Katsumo bloqueia-o. Sabe que se o deixar atacar, rapidamente perderá para o terrível adversário! Partindo para o ataque, Katsumo dá um pontapé rotativo na direcção de Shinta. Shinta riposta, contra-atacando com um soco nas costelas. Katsumo ignora a dor, tentando aplicar outro golpe.

De cada vez que Shinta lhe dava um golpe, ele ripostava com outro golpe, por forma a ferir mais e mais o seu adversário! O problema disto, é que Katsumo estava claramente a perder a vantagem, deixando as suas defesas enfraquecidas.

Shinta, por seu lado, apercebendo-se dos erros do seu antigo amigo e rival, salta e aplica-lhe um pontapé com o calcanhar, em cheio na clavícula! O ataque que Shinta lança é extremamente poderoso e eficaz.

Katsumo cai inconsciente.

- Ganhei! Finalmente! A vitória é minha! Nem precisei de usar todo o meu poder! Ganhei! Mwa wa wa wa! – grita a plenos pulmões Shinta, rindo loucamente!

Katsumo estava num local escuro, completamente vazio. Não se via nada. Estaria morto? Sentia-se leve, muito leve. Pensou para si mesmo:

- "Ele venceu-me...não tenho poder para vencer aquele monstro...ele é indestrutível...não vale a pena continuar... Tanta luta, tanto esforço...para nada. Eu perdi tudo."

De repente, 3 chamas brancas aparecem junto dele! Aos poucos, as 3 chamas tomaram forma e começaram a falar à vez:

- Katsumo...não podes desistir tão facilmente! Ele é um monstro, mas tu tens que o vencer! – sussurrava Shian, agora com um aspecto ainda mais bonito do que tinha em vida!

- Shian...! Lamento tanto! Quem me dera...ter conseguido evitar a tua morte! – respondeu Katsumo.

- Não te preocupes com isso...! Toma, este é o meu poder... - Shian sorri e Katsumo sente uma energia a atravessar o seu corpo.

O espírito de Arun aproxima-se:

- Katsumo, parece que infelizmente não poderemos voltar a combater...pelo menos no Mundo onde estás agora! Ah ah ah ah! Toma, usa o meu poder e vinga-te daquele demónio! – responde Arun, enquanto Katsumo sente as suas pernas a vibrar com tanto poder!

O último espírito toma forma e mostra-se a Katsumo:

- Irmão...!

- Kaji!!! – Katsumo começa a chorar e levanta-se para se abraçar a Kaji, mas atravessa-o...

- Lamento Katsumo...eu não sou mais do que um espírito agora...não me conseguirás abraçar fisicamente...mas poderás sentir o meu abraço...! – Kaji abraça-se a Katsumo e este compreende o que o irmão queria dizer!

Um calor imenso invadiu-lhe o coração e expandiu-se pelo corpo de Katsumo! Sorrindo, Kaji pergunta:

- Katsumo, lembras-te do nosso velho enigma? Quem é mais forte num dia de tempestade? O carvalho ou o junco?

- O junco! Porque o carvalho verga e parte com a força do vento, enquanto o junco só verga, mas não parte! – responde Katsumo com um sorriso.

Acenando com a cabeça, Kaji diz:

- Assim é...Shinta tornou-se um carvalho, cheio de poder maligno! Tu és o junco e tu vais vencer! Acredita em ti mesmo, irmão! Não desistas! Toma, este é o meu poder...não é nada comparado com o dos restantes, mas é o meu amor por ti...

E assim, Kaji toca no peito de Katsumo, entregando-lhe o seu poder...

Quando os 3 poderes se unem no coração de Katsumo, uma luz pura, quente e dourada ilumina-o por breves instantes...

...e Katsumo desperta...

[Continua...]

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Sexo oral. Porém escrito!

Projecto "Baleia Arco-Íris" [Update]

Animal X Animal