10/04/2016

Vírgulas do Destino: Prisioneiros do Amor, Capítulo 31

Capítulo 31: O fim de uma Era! Parte 3 

- Mikel! Estás vivo! - exclamaram os seus amigos, observando-o, incrédulo!

Mikel voltou-se para eles e sorriu.

- É verdade! Estou de volta! Mas, esperem lá... O que se passa com o Howl?

- Awwwww! Mikel!! - gritou Sophie, abraçando-se a ele a chorar! - Ele... Bem... Ele não resistiu aos ferimentos da luta contra o demónio Abraxas. Morreram os dois em combate, arrastando a Artemisa com eles!

Mikel e Sophie conversaram e choraram durante mais algum tempo. A dor que ambos sentiam era profunda. Kojiru, Jéssica, Sophie, Tiago, Mark e os governadores aproximaram-se deles e choraram todos juntos.

- Ainda nem estou em mim! Lord Mikel! Como é que tu conseguiste regressar? - perguntou Kojiru, abraçando-se a ele.

- Digamos que tive um encontro muito especial, que me permitiu regressar... - rematou Mikel, piscando o olho para o céu e sorrindo levemente.

Os amigos tentaram saber como é que Mikel tinha conseguido regressar, mas este fechou-se em copas. Na verdade, aos poucos, Mikel começava a esquecer-se de todo o encontro com Hórus e Anúbis. Conversaram sobre tudo o resto que se tinha passado, já que Mikel queria saber ao certo que tinha acontecido a Artemisa e a Howl! Espantado com as revelações surpreendentes, Mikel suspirou e aproximou-se de Acácio, de Agostinho e dos restantes capangas de Artemisa, já que estes começavam a despertar do estranho transe!

- Estás bem, Acácio?

- Hum? Onde estou? - perguntou Acácio, confuso.

- Lord Mikel, ele é um traidor! - resmungou George! Não lhe dê confianças! Temos de o mandar prender!

- E o Agostinho também! - exclamou Milú, furiosa!

- Meus senhores, eu acredito que o Acácio e o Agostinho estavam sob efeito de alguma hipnose, causada pelo Abraxas! Isso é possível, não é Mikel? - inquiriu Tiago, com voz séria.

- Sim, é muito provável. Pelo que me contaram, a Artemisa fez um pacto com o tal Abraxas e ele por vezes possuía a pobre desgraçada. É possível que esse demónio manipulasse estes pobres diabos também, com vista a alcançar os seus objectivos!

- Mas, como poderemos saber a verdade? - perguntou Milú. - Ele disparou contra mim! - rematou ela, apontando para Agostinho.

- Provavelmente nunca saberemos toda a verdade, minha senhora... Mas eu creio que existe uma forma de eu ajudar o Acácio... - respondeu Mikel, dando uma palmada nas costas deste, enquanto Acácio chorava em silêncio.

- Eu não me lembro de nada... Onde estamos nós? - suspirou Agostinho, confuso.

- Pois de facto, é uma boa pergunta... Onde é que estamos? - perguntou Milú.

De repente, ouviu-se o barulho de vários helicópteros a aproximarem-se! Eram os restantes pupilos de Mikel, que vinham acompanhados da polícia e de militares!

- Ei!!! Mikel!!! - gritavam.

- Heyyy!!! - respondeu Mikel, acenando-lhes.

Em poucos minutos, os restantes pupilos de Mikel chegaram junto dele e abraçaram-no, felizes por o verem bem! Todos ficaram tristes pela morte de Caim, mas João garantiu que este se encontrava bem e feliz, na companhia de Santiago*. Quanto à morte de Howl, nem Mikel sabia o que seria deste último. Ele morrera com uma bala Colt encravada no peito, o que reduziria a sua alma ao Nada. Howl, naquela forma, deixaria de existir. Restava a consolação que o amor genuíno de Howl por Sophie o fizesse renascer novamente, numa nova alma, mais tarde. Agostinho e Acácio foram levados pela polícia para interrogatório, sendo libertados algumas horas mais tarde.

* Nota do Autor - [ver "Vírgulas do Destino: Meandros da Vida" - Capítulo 2]

Nos dias que se seguiram, houve um enorme alvoroço em Portugal! Tiago, enquanto aspirante a repórter, tinha levado uma micro-câmara com ele e filmado tudo o que se havia passado! O país inteiro estava chocado com tudo o que acontecera! Mais ainda com as loucuras de Artemisa que, em boa parte, tinham conduzido ao caos em que Portugal se encontrava!

Mikel, Acácio, Kojiru e George mantinham-se nos Açores. Devido ao alvoroço e excitação que reinavam no país, dadas as circunstâncias, eles optaram por um pouco de paz, enquanto preparavam o novo rumo que o país ia ter.


Uma tarde, estava Mikel sentado na varanda do seu quarto a mirar o pôr-do-sol [ele adorava fazer isso, era um dos seus passatempos favoritos], quando de repente, sentiu uma presença ao seu lado. Era Acácio. Com um sorriso envergonhado, este ajoelhou-se ao lado de Mikel e pegou-lhe na mão.

- Lord Mikel, eu...

- Não precisas de pedir desculpas, professor! Eu sabia que algo não batia certo desde há algum tempo, mas estava longe de imaginar o que realmente se estaria a passar! Não deixa de ser uma grande falha da minha parte, uma vez que eu lido com este tipo de situações há muito tempo... Tal como o Kojiru e outros viram quando estivemos no cemitério*... No entanto, acabou por ser uma óptima lição! Por isso, volto a insistir, não precisas de pedir desculpas... - respondeu Mikel, com um sorriso.

* Nota do Autor - [ver "Vírgulas do Destino: Prisioneiros do Amor" - Capítulo 7]

Acácio abraçou-se a Mikel a chorar.

- Mas eu podia ter-vos feito mal! O Howl morreu! Eu deixei o desejo e a sede de poder consumirem-me! E agora, o que vai ser de mim?

- Sabes uma coisa, Acácio? Todos nós temos fraquezas... O tal demónio que te possuiu a ti e ao Agostinho, leu os vossos corações e deu-vos um pouco do que vocês queriam, mas, ao mesmo tempo, usou-vos para alcançar as suas próprias metas! Ele acabou por perder, levando consigo o Howl... Qualquer ser humano podia cair na cilada que ele vos preparou... Até mesmo eu... Por vezes, também nós cedemos aos caprichos do Destino... No fundo, todos somos Vírgulas do Destino, Acácio... - rematou Mikel, com ternura.

- Olha... Tu disseste à alguns dias atrás que me poderias ajudar... Lembras-te?

- Sim, claro! Estás pronto para o teste que te vou fazer? É um exercício importante e único para cada pessoa.... - sussurrou Mikel.

- Claro! O que tenho de fazer? - perguntou Acácio, curioso.

- Segue-me!

Acenando com a cabeça, Acácio foi atrás de Mikel. Este levou-o até um quarto onde costumava dar as consultas de Tarot nos Açores. Naquele dia, só se encontrava lá uma maca, onde Mikel dava massagens, Reiki e Cura Quântica e um grande espelho. Chegados à sala, Mikel fechou a porta à chave e disse:

- Agora, vais despir-te completamente....

Acácio olhou para Mikel completamente surpreso! Divertido, perguntou:

- Não te conhecia essa faceta tão atrevida, menino! Que vamos fazer?

Mikel suspirou, cheio de paciência. Com um ar sério, respondeu:

- O exercício é algo muito importante, Acácio... Deves ficar completamente nu, de frente para o espelho. Assim, poderás ver-te como és de verdade e fazer as pazes contigo próprio. Esse é, no fundo, o grande objectivo deste teste...

- E tu, não te despes também? Sentia-me mais à vontade se o fizesses! - exclamou Acácio, na brincadeira.

- Bem, porque não? - brincou Mikel, tirando a roupa, perante o olhar surpreso, mas feliz, de Acácio.

Assim que ambos ficaram totalmente despidos, começaram-se a rir um para o outro, acabando por terem um ataque de riso! Mikel, passado uns minutos, recuperou o fôlego e disse:

- Vá, isto é um assunto sério... Concentra-te no teu reflexo. Deixa a tua mente livre de pensamentos...e aguarda pelo que vai acontecer...

Passados alguns minutos, uma série de reflexos do Mikel e de Acácio surgem no espelho, rodeando os dois amigos! Acácio olhou para Mikel, surpreso!



De repente, Acácio começou a falar com os seus reflexos e estes começaram a responder!

Acácio: Já entendi...é um Mundo diferente... uma possibilidade em mim... o meu Eu presente não é inflexível. Há muitos Eu's. Mas claro, deve haver um Eu que não é piloto do HEVA!

Acácio 2: Se pensares assim, vais ver que mesmo o Mundo Real nem sempre é mau, Acácio...

Acácio: Ele pode não ser mau de todo, mas eu continuo a detestar-me!

Mikel: É o teu coração que faz com que a realidade seja má e detestável.

Acácio 3: O coração que confunde a Realidade com a Verdade.

Acácio 4: Se mudares a tua perspectiva e a tua posição, muitas coisas podem-se transformar radicalmente no teu coração!

Mikel: Há tantas Verdades como pessoas...

Mikel 2: Mas a Verdade em ti repousa numa visão restrita do Mundo, uma informação revisitada que usas como protecção. A Verdade Deformada.

Acácio 5: A visão do Mundo, que se pode ter, é já por si limitada.

Mikel 3: Não podemos medir as coisas senão em relação aos nossos próprios valores.

Mikel 4: Cada um vê as coisas segundo as Verdades que os outros lhes deram.

Acácio 2: Feliz é o dia de Sol.

Mikel 5: Melancólico é o dia de Chuva.

Acácio 6: Uma vez apreendido, isto ficará contigo para sempre.

Mikel 6: Ainda assim, tu podes amar os dias de Chuva.

Acácio 7: A tua Verdade pode ser alterada, simplesmente pela forma como tu a aceitas. Isso demonstra o quão frágil é a Verdade.

Mikel: A Verdade entre os Humanos é tão banal, que todos procuramos conhecer uma Verdade mais profunda.

Mikel 7: Tu não estás simplesmente habituado a ser apreciado pelos outros, Mikel!

Acácio 2: Tu não precisas de confiar sempre no olhar das outras pessoas, Acácio!

Acácio: Então... Vocês não me detestam?

Acácio 6: Seu idiota! És tu quem passa a vida a pensar nisso! Acaba com isso!

Acácio: Mas, eu odeio-me...

Mikel 5: Aqueles que se odeiam a si mesmos, não podem nem amar, nem sequer acreditar nos outros!

Acácio: Eu sou ímpio, um cobarde, um fraco, e...

Mikel 2: Se tu te conheceres a ti mesmo, tu podes ser gentil para com as outras pessoas...

Acácio: Eu odeio-me!

Acácio & Mikel: Mas... Talvez eu seja capaz de amar-me a mim mesmo!


*CRACK*

Acácio: Talvez a minha vida tenha um maior valor nessa altura!


*CRACK*

Acácio: Claro! Eu não sou mais nada do que Eu Próprio!


*CRACK*

Mikel: Eu sou Eu! Eu desejo ser Eu!


*CRACK*

Acácio: Eu quero! Eu quero continuar a viver neste Mundo!


*CRACK*

Acácio: Eu posso! Eu posso ficar aqui!


Com um último *CRACK* o espelho de Mikel desfez-se em pedaços! Mikel e Acácio deram um salto, assustados! Refeitos do susto, sorriram um para o outro e Mikel perguntou:

- Como te sentes?

- Sinto-me... Leve! Muito leve mesmo! Mikel... Como poderei alguma vez pagar-te?

Mikel começou-se a vestir, sem nada dizer. Acácio seguiu-lhe o exemplo e depois, aproximou-se de Mikel e deu-lhe um abraço forte, demorado. Esperava poder demonstrar o quanto gostava de Mikel com aquele abraço. Este nada disse, embora estivesse a chorar em silêncio. Aquele teste não tinha sido apenas para Acácio. Graças ao teste, Mikel encontrara uma resposta que procurava...

*30 de Junho de 2014*

A governadora Milú fez um comunicado ao país, dedicado em particular às Terras do Sul, onde governava. Começou por pedir desculpas a todas as pessoas que haviam sofrido com a sua intolerância e preconceito, aceitando que as pessoas a pudessem odiar por causa disso. Aboliu de imediato as leis "anti-natura" que ela mesmo criara, na companhia de Artemisa, afirmando que a sua maneira de ver as coisas estava errada. Num discurso emocionante, ela explicou que após o atentado, tinha ficado em perigo de vida, sendo salva por um rapaz gay e que com isso compreendera que a sexualidade das pessoas não tinha qualquer importância. Rematou que o futuro do país estaria em breve em boas mãos, uma vez que ela iria aproveitar a ocasião para renunciar ao cargo, passando a pasta da governação a Jéssica.

*1 de Julho de 2014*

O governador George seguiu-lhe o exemplo. No seu discurso de despedida, aceitou que as suas medidas pudessem ter prejudicado a vida de muitas pessoas nas Terras do Norte, mas reforçou a ideia de que sempre fizera o que estava ao seu alcance para que todos pudessem viver em paz. Agradeceu a todos pelo empenho que demonstraram e também ele anunciou a sua renúncia ao cargo, passando a tutela ao seu filho Kojiru.

*7 de Julho de 2014*

Kojiru e Jéssica, por sua vez, após uma última reunião com os seus conselheiros, decidiram anunciar que estavam juntos, apaixonados e que pretendiam casar! Esta novidade causou grande impacto no país inteiro, mas por outro lado, fez renascer a esperança de que a paz estava a caminho! Foi com grande emoção que ambos anunciaram que iam entregar o destino da governação a uma outra pessoa... Lord Mikel!

Este recebeu o convite com grande surpresa! Após algumas horas em estado de choque perante a tarefa hercúlea que se avizinhava, Mikel aceitou o cargo! Convocou os seus Dragonz e na sua companhia começou a delinear os primeiros passos, rumo a uma nova era!

*10 de Julho 2014*



"Boa noite senhores telespectadores. Tomou hoje posse o novo Governador de Portugal, Lord/Duque Mikel! Sua Excelência ainda não decidiu qual o título que vai adoptar, uma vez que o ex-Governador George revelou, há dias atrás, que Lord Mikel além do título de Lord que herdou do seu Trisavô, também tem direito ao título de Duque, herança da sua tia-avó, conhecida como a Duquesa X. Sophie, a companheira de um dos seus falecidos pupilos, recebeu entretanto o título de Baronesa, título esse usurpado pela antiga Dama de Companhia da ex-Governadora Milú, Artemisa. Eis o discurso de tomada de posse do nosso novo Governador, Lord Mikel:

- Caríssimos portugueses....

Encontramos-nos num momento muito especial da nossa História. Da História do nosso país e quem sabe, até da História do nosso Mundo. O nosso país bateu no fundo do poço. De um passado lindo e valeroso, onde demos novos mundos ao Mundo, acabamos na ruína e na desgraça. Há mais de um século que parece que a nossa sina é vivermos sob crises sucessivas. Esta última crise levou-nos ao desaire total. Quantas vidas perdemos nós? Demasiadas vidas foram sacrificadas em nome de uma guerra que não nos levou a lado nenhum. Esta foi, talvez, a maior das lições que podemos tirar da crise em que vivemos até agora. Nenhum poder político é perfeito. Já vivemos em Monarquia, em Ditadura, em Democracia e até em completa Anarquia. Imaginarmos viver numa sociedade sem quaisquer problemas é pura utopia. O Kojiru e Jéssica convidaram-me à alguns dias atrás, para ser o novo Governador, das Terras do Norte e das Terras do Sul. Eu aceitei o cargo. Disse-lhes a eles e agora digo a vocês: ficarei a governar apenas o tempo suficiente para mudar as coisas. Afinal, como podem ver [nesse momento, Lord Mikel tirou o lenço que tinha na cabeça] ter Dinheiro e Poder não adiantam de muito, quando nos faltam os bens mais essenciais, que são a Saúde e o Amor. Eu quero mudar o rumo do nosso país. Vou começar pelo que, para mim, é o mais importante: Que se deitem abaixo as fronteiras! Chega de termos as pessoas separadas por causa das suas ideologias, da sua expressão sexual, da sua religião, etnia e/ou qualquer outra forma de discriminação e preconceito! Eu quero criar uma nação livre, tolerante, capaz de renascer das cinzas e mostrar ao Mundo o que é de facto, ser um português! Somos um povo lutador, amável, orgulhoso dos seus feitos, saudosista! Por favor, ajudem-me a fazer renascer Portugal! Ajudem-se uns aos outros! Todos juntos, nós podemos fazer a diferença! Bem hajam!"

O país inteiro celebrou a novidade! Nos dias que se seguiram, foram inúmeros os relatos de reencontros, de celebrações, de festejos e muitos vivas ao novo governador! Lord Mikel conquistara o coração dos portugueses!

Para além das alegrias, havia também muitas tristezas. Muitas pessoas tinham morrido na guerra e nos atentados. Portugal perdera ao longo de um ano, mais de metade da sua população, entre pessoas que emigraram e muitas que faleceram.

Mikel encontrou-se com os pais de Caim, dois dias depois da sua morte. Decidiram cumprir uma das suas vontades - ser cremado. Os pais de Caim ofereceram a casa que este e Mikel tinham em Vigo a Mikel. Este aceitou, na condição de tornar a casa uma residência para estudantes com dificuldades económicas.

O novo governador declarou duas semanas de luto nacional em memória de todas as pessoas que haviam falecido vítimas de preconceito, discriminação e claro, da guerra em que Portugal estivera envolvido. Ele fez todos os possíveis para comparecer, na companhia de George, Milú, Jéssica, Acácio, Agostinho, Kojiru, Sophie, Mark, Tiago e os seus Dragonz nas cerimónias fúnebres de muitas cidades, vilas e aldeias. O povo admirava-o e estimava-o cada vez mais.

No último dia de celebrações, estava previsto que a cerimónia seria transmitida em directo para o país inteiro, já que Lord Mikel também participaria, largando as cinzas de Caim e de Howl. A cerimónia iria decorrer na foz do rio Douro, na cidade do Porto, onde era a residência oficial do governador. Era já final de tarde quando Lord Mikel e os seus amigos chegaram. Muitos barcos encontravam-se rodeados de velas, fazendo relembrar um antigo costume egípcio, onde se colocavam as múmias num barco no rio Nilo ao pôr-do-sol, deixando-as seguir com a corrente, para que estas encontrassem o caminho certo, rumo ao Paraíso. Mikel aproximou-se de um palco e visivelmente emocionado, afirmou:

- Não existem palavras que nos confortem num momento como este. Desafio qualquer um de vós, que tenha sofrido uma perda que seja - a fazê-lo. As pessoas que amamos jamais deixarão de viver. Elas partiram para o outro Mundo, mas, enquanto existir um lugar para elas nos nossos corações, elas continuarão vivas! Essa é uma das maravilhas que o Amor tem! Podemos continuar junto daqueles que amamos, através das memórias, memórias essas que o Tempo não apagará jamais! Quantos de nós não se arrependem de algo que disseram e que agora é tarde demais? Quantos de nós não se arrependem de algo que deveriam ter dito, mas faltou-lhes a coragem? Todos nós passamos por isso. A vida é curta demais para que não a vivamos em pleno! Faço votos de que todos nós consigamos viver a vida o melhor que pudermos e que todos lutemos para alcançarmos os nossos sonhos! Ao lado de quem nós amamos! E agora, deixo aqui a minha dedicatória a todas as pessoas que perderam as suas vidas cedo demais, pessoas a quem lhes foi roubado o dom mais precioso de todos.... E também a todos nós, que continuamos vivos, mas que temos de suportar o pesado fardo que é a saudade....

Kojiru, Jéssica, Sophie, Acácio, Mark e Tiago aproximaram-se de Mikel. Abraçaram-no e de seguida todos se dirigiram para um palco improvisado, onde começaram a tocar uma canção:



[Sophie]

Tu e eu nascemos aqui no mesmo Mundo
Durante esta breve vida, partilhamos o mesmo céu.

[Sophie, Jéssica]

O grande fluxo de Tempo. A vasta extensão de Espaço.
Temos a sorte de compartilhar esta vida juntos.

[Sophie, Jéssica, Mark]

Podemos ganhar mais, se dermos de coração.
Ao tirarmos, só perdemos.

Vamos tornar este momento uma nova era,
Em que demonstramos a nossa gratidão!

[Mikel, Tiago, Acácio, Kojiru]

Existe um botão frágil de esperança, que floresce em cada um dos nossos corações.
Tu não deves tirar isso. Os nossos sonhos são feitos para serem compartilhados.

Deixa-os crescer. Deixa-os viver. Vamos ver o que eles nos vão trazer.
Quando partilhamos o nosso Amor, nós tornamos o Mundo um local maravilhoso!

[Mikel, Acácio, Kojiru, Jéssica, Sophie, Mark, Tiago]

Procura-o por aí e encontra o caminho: o lugar onde todos podemos reunir-nos.
O local onde somos todos iguais. É lá que se encontra: o futuro que desejamos.
Vamos começar aí e depois vamos forjar um mundo onde todos podemos ser livres!

Livres para sonhar e livres para sorrir!
Livres para sermos, quem seremos.

Vamos ter a certeza de que nós criamos ...
Um mundo das nossas Esperanças e Sonhos.

Nas nossas curtas vidas, tivemos a possibilidade de nos conhecer.
Valorizem este presente...
Este tempo precioso que temos.



Toda a gente começou a chorar. Muitas pessoas abraçaram-se, emocionadas. Mikel pegou na urna com as cinzas de Caim e colocando-as num barquinho, acendeu as velas e disse baixinho:

- ¡TKM! ¡Jamas te olvidare! ¡Gracias...!
[Continua...]

Sem comentários:

Enviar um comentário

Olá! O teu comentário é sempre bem-vindo!
Comenta, opina, expressa a tua opinião! Este espaço é teu!

Se quiseres contactar connosco, envia-nos um email para:

entrelinhasdirecionadas@outlook.pt

Esperemos que tenhas gostado do blog e que voltes sempre!

Entrelinhas Direcionadas: Felizes Aqueles Que Sabem Ler Nas Entrelinhas! | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2016 | POR:
COMPRE AQUI O LAYOUT QUE SEU BLOG MERECEBILLION DOLLAR LAYOUTS