Sombras da Luz: Skyfall, Capítulo 3

Capítulo 3: Nos jardins do Palácio


O palácio do rei era um castelo enorme, com grandes torres e torreões.

O que mais encantava quem visitava o rei era a harmonia que o castelo transmitia: havia enormes jardins suspensos, com flores de todos os tipos...de mil e uma cores... fontes de água fresca e outras de água quente, a jorrar um pouco por todo o lado, criando assim lagos e pequenas lagoas cheias de peixes e de outros animais.

Aglomerados de árvores faziam as delícias de pássaros, que cantavam alegres e felizes, coabitando em harmonia com os outros animais ali existentes, frutos de conquistas anteriores do rei.

Sempre que havia festas e cerimónias reais, faziam-se os possíveis para que elas começassem nos jardins do palácio, para que os visitantes do reino ficassem com muito boa impressão.

O jovem cavaleiro e a sua família atravessavam os jardins. Ele adorava passear pelos jardins e brincar com os animais que por lá encontrava.

Naquele dia ele estava particularmente nervoso e tendo vontade de fazer xixi (novamente!), ele corre para trás dum arbusto e alivia-se...

De repente....

- GRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRRR!

Um enorme leão estava a dormir a sua sesta descansado e ele sem reparar, havia-o acordado!

- AIIIIIIIII, SOCORRO! - gritou Razor, correndo o mais depressa que podia!

Toda a sua família se volta espantada e ao aperceberem-se, só tem tempo de se desviar para deixarem passar Razor e segundos mais tarde, o leão, que seguia atrás dele, a grande velocidade.

- Socorro, alguém me ajude! - suplicava Razor, sem parar de correr em direcção aos portões de entrada do castelo.

- GRRRRRRRRRRRRRRRRR!!! - rosnava o leão, cada vez mais furioso.

A dada altura tudo parecia perdido! Razor tinha ido parar a um beco sem saída! Era o fim...ele ia ser a próxima refeição daquele leão enorme! Ele já se estava a lambuzar e tudo! Então... Eis que surge Rei Gallanos, junto com alguns dos Guardas Reais. Ao aperceberem-se do que se estava a passar, o Rei berrou:

- "Zar'ghin, já aqui!"

Ao ouvir chamar pelo seu nome, o enraivecido leão pára surpreso. Quem o estaria a incomodar e retirar o prazer daquela suculenta refeição? Vendo que quem o chamava era o seu dono, ele sossega finalmente e avança para junto dele.

Rei Gallanos era um homem imponente e poderoso. Tinha uma forte cabeleira loira, uns olhos azuis esverdeados que faziam muitas damas da corte suspirar quando passava... A sua constituição física era atlética. Cavalgava todos os dias, treinando os seus dotes de combate. Adorava sentir o vento bater-lhe na cara e agitar os seus longos cabelos loiros.

Ao contrário de muitos reis, Gallanos era caloroso e amigo do povo. Todas as semanas havia uma audiência junto do rei onde a plebe podia apresentar os seus problemas e Gallanos escutava-os com um sorriso e tentava ajudar o mais que podia, na medida do possível. Era sem sombra de dúvidas o melhor rei que alguma vez havia governado Sirius. Todos os povos de Spodeth-Alpha gostavam dele. Dele e da sua família! Infelizmente, nem todos gostavam desta forma de pensar e de agir. Nos bastidores do palácio, havia um grupo de homens que conspirava contra o Rei Gallanos... No fundo, desejavam a sua queda...

- O que se passou aqui? - perguntou divertido.

- Bem...Vossa Alteza... Ahm... É que... - gaguejou Razor, ficando bastante corado e olhando nervoso para o leão.

- Estou a ouvir-te, Razor, podes falar, ele não vai fazer-te mal! - exclamou o Rei, incentivando o pequeno a falar.

- Hum...está bem. Eu estava bastante nervoso e a precisar de fazer xixi... Então decidi ir atrás de uns arbustos no Jardim Real... E não reparei que estava lá o leão de Vossa Alteza... - respondeu Razor, quase a chorar de tão envergonhado que estava.

Ao ouvir isto, Gallanos e a Guarda Real desatam a rir sem parar! O próprio leão, ao sentir o clima que se criara naquele momento, espreguiçou-se todo e começou a ronronar alto como se fosse um gato gigante. Agora que olhava para ele com mais calma, Razor apercebeu-se que nunca tinha visto um animal como aquele.

Zar'ghin era um animal muito fora do comum. Aos olhos de Razor, ele parecia o resultado de um cruzamento entre um leão e um tigre, o que lhe dava um aspecto imponente. Zar'ghin era todo branco, parecia uma enorme bola de neve, com umas riscas pretas pelo corpo todo. O seu pêlo era macio e suave, parecia algodão. Os seus olhos eram azul eléctrico, o que dava ao leão uma graça especial. Era um animal bastante inteligente e apesar do seu aspecto feroz, era bastante pacífico. Orgulhoso e impulsivo, por vezes acordava de mau humor. Para Zar'ghin, acordar daquela forma "inesperada" não fora de facto das melhores... No entanto, ao perceber que não tinha sido com má intenção, serenou e deitou-se ao lado do seu dono. Razor ficou pasmado com a cena e após alguma hesitação, desatou a rir também. A família de Razor aparece finalmente, alertada pelo alarido. Ao saber do sucedido, Seth quis descompor severamente Razor ali mesmo, mas o próprio Rei Gallanos não o deixou.

- Vá lá Seth, isto são coisas de crianças, esqueça o assunto, sim? - inquiriu.

- Um cavaleiro tem de saber ter maneiras em qualquer altura e lugar! Não foi esta a educação que lhe demos! - explodiu.

Seth virou-se para o filho e levantou a mão... Razor fechou os olhos, já sabia o que o pai lhe ia fazer...

- Nem pense nisso Seth, é uma ordem! - ordenou Gallanos. - Eu já lhe disse que não!

Gallanos sobrepôs a sua mão à de Seth, impedindo-o de bater em Razor. Seth olha irado para a mulher, mas recompõe-se quase momentaneamente.

- Peço imensa desculpa Vossa Alteza... Não sei o que me deu... - respondeu Seth, fazendo uma vénia.

- Pronto, pronto, já passou! Não se fala mais no assunto! - declarou Gallanos, sorrindo.

- Vossa Alteza é muito misericordiosa! - respondem Seth e Romeru ao mesmo tempo. - Muito obrigado!

- Tudo está bem, quando acaba bem. Bom, meu jovem Cavaleiro, deves pedir desculpas a Zar'ghin, não concordas?

Razor concorda e aproximando-se de Zar'ghin, estende a mão, ainda a medo e diz:

- Desculpa...

O tigre aproxima-se dele e estica uma das patas, como que selando o cumprimento e aceitando as desculpas. Rosna satisfeito. Razor olha para ele, sorrindo timidamente e toca-lhe ao de leve na pata.

[Continua...]

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Sexo oral. Porém escrito!

Projecto "Baleia Arco-Íris" [Update]

Animal X Animal