Sombras da Luz: Skyfall, Capítulo 10

Capítulo 10: Uma surpresa nunca vem só! Parte 3 


Passados uns minutos, os ânimos serenaram e Yusuke, Renge e Mikel regressaram à sala. Ainda perturbado com tudo o que vira, Mikel estava particularmente nervoso. Yusuke olhou para ele e disse:

- Vou preparar alguma coisa para comermos. Estamos a precisar. João, vens ajudar-me? Renge, arranjas um quarto para o João? Ele fica cá...

- Está bom! Até já! - replicou o rapaz, sorrindo levemente e saindo da sala, em direcção ao andar de cima.

- Ohhh! Eu não quero incomodar... E também não tenciono ficar aqui... - replicou Mikel.

- João, tu ainda nem conversaste com o Tenshi. Viste-o a dormir... Amanhã conversas com ele e depois logo se vê...

- Como assim? A dormir? Amanhã falo com ele? – perguntou Mikel, confuso.

- É assim... O Tenshi acorda ao meio dia e fica desperto até ao pôr-do-sol. Terás tempo para conversar com ele... Eu sei que não é o que esperavas, mas pelo menos poderás falar... É o que tenho feito ao longo destes 7 anos... - suspirou Yusuke.

- Sendo assim... Está bem! Mas tenho perguntas a fazer-te, Yusuke!

- E eu terei todo o gosto em responder-te, João! Mas agora vamos preparar qualquer coisa para o jantar! Já está a ficar tarde!

A barriga de Mikel começou a barafustar. Este sorriu envergonhado, acompanhando o seu Eu do Futuro até à cozinha. Juntos, preparam o jantar rapidamente. Por momentos, ambos esqueceram as tristezas e ainda se riram, enquanto bebiam um pouco de vinho que iria acompanhar a refeição.

Quando o jantar ficou pronto, Yusuke chamou Renge, que estivera a preparar um quarto para Mikel e depois fora tomar um banho e vestir o pijama. Mikel olhou para um relógio, pendurado numa das paredes da cozinha. Eram quase dez da noite.

- Vá, para a mesa, meninos! - exclamou Yusuke, divertido.

- Nham! Estou cheio de fome! - comentou Renge, sentando-se.

- Eu também! - sorriu Mikel, sentando-se a seu lado.

Yusuke também se sentou, servindo o filho e o seu Eu do Passado. Mikel serviu vinho ao seu Eu do Futuro e serviu sumo a Renge. O jantar decorreu em amena cavaqueira. Pareciam uma família feliz, a partilhar episódios e memórias, tanto do passado como do futuro! Assim permaneceram durante bastante tempo. Já era quase meia-noite quando saíram da cozinha e se sentaram na sala, à lareira.

- Olha... Eu gostaria de vos perguntar uma coisa...

- Força, pergunta lá, João!

- Bom... Aqui vai... Há bocado tu disseste que o Tenshi tinha sido vítima de uma maldição, certo? Quem foi que provocou uma coisa tão horrível?



Yusuke empalideceu. Levantou-se e dirigiu-se a uma das janelas.

- Temia que me fizesses essa pergunta... Quem fez aquilo ao Tenshi foi...

Mikel levantou-se.

- Foi...?

Yusuke olhava firmemente algo lá fora. Fechou os olhos. Renge, por sua vez, levantando-se também, respondeu.

- Quem fez aquilo ao papá Tenshi... Foi a bivó Sandiego...

Ao escutar aquilo, Mikel deixou-se cair no sofá, completamente chocado!

- O quê? A Bivó? Estás a falar da tua bisavó? Mas isso quer dizer que...!

- Sim João! É mesmo isso que estás a pensar... Quem lançou a maldição sobre o Ángel... Foi a avó do Ángel! Ela é a bisavó do Renge! - murmurou Yusuke, muito triste.

- Não! Isso não pode ser! Como?!?

- Eu vou preparar uma bebida para nós. Vais precisar...

E assim Yusuke preparou dois copos com uma bebida forte. Renge foi à cozinha buscar uma chávena de chá para os acompanhar. Estava visivelmente triste também.

- Bom, eu temi que me perguntasses isso, João... - começou Yusuke. Esta é provavelmente a mais dura das verdades que tens de saber sobre o Mundo em que vivemos, actualmente. Depois do Mal Desconhecido ter-se estabelecido no planeta Terra, eles começaram uma busca pelos que, entre todos os seres vivos, possuem o que apelidam de poder Divino. Inicialmente, aliaram-se a grupos terroristas para espalhar o Caos e a Destruição. Porém, o verdadeiro objectivo deles era encontrar aqueles, que dentro de todos os seres, possuíam o tal poder. Felizmente, quem detém o poder não é burro e muito poucos foram os que combateram abertamente contra eles...

- Espera lá, mas isso não é cobardia? Não deviam ter-se oposto e enfrentá-los? Podia ser que até vencessem, se unissem os poderes de todos! - exclamou Mikel, indignado. - E onde entra a avó Sandiego nisto tudo?

- Já lá vamos, já lá vamos... - respondeu Yusuke, bebendo um pouco do seu copo. - O que tens de entender, é que nesta realidade, os seres que possuem poder divino não se conhecem. Somos todos estranhos uns aos outros. E isso torna tudo muito mais difícil. As comunicações do Mundo inteiro estão a ser controladas. Eles passam a informação que entendem para todos os canais de informação. O Mundo livre que conheceste, não existe mais. Este Mundo é controlado por aqueles a que chamamos de Sentinelas.

- E o que são esses Sentinelas?

- Essa é uma pergunta difícil de te responder. Os Sentinelas são seres criados por este Mal Desconhecido. Existe um grande número deles espalhados por todo o Mundo. No entanto, todos eles são comandados por aqueles a quem apelidam de Grandes Chefes. Estes são criaturas criadas no imaginário dos humanos e a quem este Mal Desconhecido deu vida. Porém, como precisava que se comportassem como humanos, este Mal raptou certas pessoas e transferiu as suas almas para novos corpos, tornando-as assim nos Grandes Chefes. Quanto às nossas avós... Eles sabiam que nós éramos seres divinos. Quando começou a Guerra Civil em Portugal e Espanha, eu e o Tenshi encaminhamos a avó Maria e a avó Sandiego para um lugar seguro, no Canadá, mas estes sacanas descobriram-nas facilmente. Durante o seu cativeiro, a avó Maria escapou e a avó Sandiego despertou os seus poderes e eles acharam por bem torná-la um deles! Ao fazerem isso, a avó Sandiego rejuvenesceu, tornando-se uma das Grandes Chefes! Olha que foi uma jogada de Mestre! Ela já conseguiu capturar vários seres com poder divino!

- Não, não pode ser! Tu não podes estar a falar a sério!

- Quem me dera estar a brincar! Ela passou a controlar todo o sistema de informações do mundo inteiro! Foi assim que soube do nosso anterior paradeiro! Assim que o nosso filho fez 10 anos, altura em que os poderes divinos se começam a desenvolver, ela apareceu de surpresa! E tentou levá-lo com ela! Nós demos luta! Afinal era o nosso filho! Porém, o Tenshi foi atingido em cheio por um raio de luz, que o colocou de imediato dentro daquele cristal! As últimas palavras dela, enquanto se erguia no ar, foram:

- "Ele vai ficar assim, preso nesse cristal, como recordação do dia em que se opuseram a uma Nova Ordem! A única forma de conseguirem quebrar o cristal é com o poder único! Ah Ah Ah! Voltaremos a ver-nos um dia! Adeus!"

- Caramba! Até estou todo arrepiado! - exclamou Mikel. - Então e ela atormenta este Mundo desde essa altura? E disseste que há mais? E o que é o Poder Único?

- A única coisa que sabemos é que os Grandes Chefes são 5. Ela é um deles e recebe ordens de alguém ainda acima dela. Quanto ao resto, meu caro Eu do Passado, não te sei responder... - rematou Yusuke.

- E como é que vocês sabem isto tudo?

O relógio no outro lado da sala tocou. Eram 1 e meia da madrugada. Renge praticamente estava a dormir em pé. Yusuke aproximou-se do filho e num tom de voz mais sereno e gentil, sussurrou:

- Hey filhote... Já está a ficar tarde... Vai dormir... O papá e o João daqui a pouco também vão, está bem?

- Nhammm... Huuaaahhh! - Renge abriu a boca, cheio de sono. - Está bom, papá! Não te demores!

Yusuke sorriu para o filho e deu-lhe um beijo. Este deu-lhe também e aproximou-se de Mikel, dando-lhe um beijo também.

- Dorme bem!

Mikel ficou surpreso com o gesto. Sorriu para Renge e deu-lhe um beijo de boas noites e respondeu:

- Obrigado! Tu também!

Renge seguiu a cambalear para as escadas. Mikel ficou a olhar para o rapaz durante alguns segundos. Quando virou a cara, Yusuke estava a olhar para ele com um sorriso compreensivo. 

- É um querido o teu filho, Yusuke! Vê-se bem que o amas muito e ele a ti!

- O Renge era e é o filho que sempre sonhamos ter. É gentil, amável, dedicado. Tem um coração muito puro. E como já percebeste, é um miúdo diferente da maioria.

- Pois, lá isso é verdade! É a primeira vez que vejo um rapaz-gato na minha vida!

- Bom, não era sobre isso que eu estava a falar, mas já que puxaste esse tema... É verdade. O Renge tem as habilidades dele muito desenvolvidas. Ele tem um espírito animalPogumk. No caso dele, como é um rapaz-platina, as orelhas e cauda surgiram-lhe no início da adolescência. Foi aí que percebemos que ele nunca viria a ter uma vida normal. É certo que o Renge pode ocultar as orelhas e cauda. Mas ele tem uma capacidade enorme para sentir as coisas que o rodeiam, tu não fazes ideia. Isso e o facto de ele ser um anjo, como já deves ter percebido...

- Então... Confirma-se? Ele é mesmo um anjo? - perguntou Mikel, surpreso.

- Sim, é verdade. O nosso filho é um anjo. Ele precisa de muito amor e eu amo-o com toda a minha alma. Tal como o Tenshi. Ele é o nosso amado filho. O nosso sonho tornado realidade! Quando aconteceu esta tragédia ao Tenshi, o nosso filho começou a despertar mais rapidamente os seus dons. Eu tenho-o treinado desde então e ensinado tudo o que sei. Mas, confesso que ele já me superou há bastante tempo. Afinal, é um anjo e tendo nascido como rapaz-platina, os seus poderes são mesmo muito superiores aos nossos. Não admira que os mauzões o queiram capturar...

- Então foi por isso que vocês se esconderam dentro desta floresta e criaste uma barreira!

- Mais uma vez tens toda a razão, meu caro João! É isso mesmo! Pedi ajuda a Hórus para erguer uma poderosa barreira que nos protegesse de todos os males conhecidos e por conhecer. Como a barreira é enorme, a verdade é que por vezes passa-me pela cabeça que os mauzões possam conseguir quebrar a barreira. Hórus aumentou a protecção, mas disse-me que não podia garantir que ela durasse indefinidamente. Quando tu conseguiste ultrapassar as defesas, ficamos em alerta!

- Tendo em conta tudo o que já vos aconteceu, não me admira nada, bolas! - suspirou Mikel. - Sinceramente, já nem sei o que é pior... Se o mundo onde vivo ou se o mundo onde vocês vivem...

- Um Mundo sem o Tenshi deve ser horrível...

Mikel levantou-se. Não queria que Yusuke lhe visse as lágrimas que assolaram aos seus olhos naquele instante.

- Olha, já está a ficar tarde... Que tal se formos dormir? Estou a precisar de uma boa noite de sono!

- Claro! Eu acompanho-te!

E assim Yusuke levou Mikel até ao quarto onde iria dormir, despedindo-se e dirigindo-se para ouro quarto em seguida. Mikel entrou no seu quarto, acendeu a luz e sentou-se na cama. Ao fundo da cama, deparou-se com um pijama dobrado. Renge deveria tê-lo colocado ali.

- Que rapazinho tão simpático! - pensou, enquanto trocava de roupa.

Abriu a cama e deitou-se. Queria adormecer rapidamente, mas o sono não vinha. Aquele tinha sido um dia particularmente longo. Parecia já ter sido noutra vida que estivera com Hórus, que passara bons momentos na companhia dele. Depois ambos tinham-se encontrado com os deuses do Tempo e ele embarcou numa viagem rumo ao futuro! O Futuro não era, nem de longe, nem de perto, aquilo que ele imaginava. É certo que os deuses tinham dito que Ángel estava vivo e ele e Mikel viviam juntos... Mas, o preço que Ángel tinha pago era, na opinião de Mikel, um preço demasiado elevado! Porém, recordando-se das palavras de Yusuke, Mikel ficou a ponderar durante muito tempo: Valeria a pena viver num Mundo sem Ángel? Já passava das 4 da manhã, quando por fim o sono venceu.


*Muitas horas mais tarde...*


- Uahhhhhhhh! Ai que sono! Devo ter dormido o dia inteiro! - exclamou Mikel, quando acordou.

A cama estava quentinha e ele não sentia vontade nenhuma de sair. Espreguiçando-se, levantou-se e abriu a janela. De imediato teve de colocar uma mão sobre os olhos, devido à intensidade de luz que entrou no quarto! Bateram à porta.

- Olá bom dia! Isso é que foi dormir! - brincou Renge, entrando no quarto e sentando-se na cama.

- Pois foi! Não é costume... Uaaahhhhhmmmm! - voltou a abrir a boca de sono e Renge começou-se a rir.

- Olha, o papá disse para ires tomar um banho. Ele está a acabar de fazer o almoço e depois... Poderás falar com o papá Tenshi! Ele já acordou e ficou curioso para saber mais sobre ti!

Ao ouvir aquilo, Mikel despertou finalmente.

- A sério? Como é que ele sabe?

- Ahahahah! O papá Yusuke já foi vê-lo e ficaram a conversar um bocado! Não é todos os dias que recebemos visitas, ainda por cima uma visita como tu! - replicou Renge, corando.

- Awwwww! Muito bem! Sendo assim, vou tomar um duche rápido! Volto já!

E assim, animado com a perspectiva de rever Ángel e de conversar com ele, Mikel rapidamente tomou banho, vestiu-se e foi ao encontro de Yusuke e de Renge, que entretanto fora buscar roupas para Mikel vestir e depois ajudar o pai a acabar de preparar o almoço. Mikel estava particularmente nervoso. Sabia que Ángel estava dentro de um cristal, mas pelo menos, poderiam falar! Rever a pessoa mais importante da sua vida, ao fim de 28 anos, deixara-o com borboletas no estômago! Almoçou com Yusuke e Renge, embora o seu espírito estivesse completamente a leste do paraíso. Yusuke percebeu o nervosismo e tratou de o acalmar, até porque Ángel estava igualmente nervoso.

- Vai correr tudo bem, João! Não fiques assim nervoso, porque isso pode ser prejudicial ao Tenshi!

- Vocês vão estar lá também, certo? Eu se for sozinho, acho que me vou abaixo outra vez...

Yusuke passou a mão por cima dos ombros de Mikel.

- Não te preocupes! Ele não é o bicho papão, ahahahah! Sê tu mesmo! Tudo correrá bem!

Terminado o almoço, lavaram a loiça enquanto Renge foi ter com Tenshi. Quando acabaram, Yusuke 
e Mikel foram ter com eles.

- Eu entro primeiro, está bem?

- Sim, claro que sim! Afinal a casa é tua!

E assim, Yusuke bateu à porta e entrou. Passados alguns segundos, chamou Mikel.

- Entra!

Mikel entrou. Ángel estava dentro do cristal. Uma corrente continuava a aprisioná-lo dentro daquele estranho cristal. Ao vê-lo com o olhar vivo que lhe conhecera, Mikel sorriu e os seus olhos encheram-se de lágrimas. Aproximou-se do cristal pé ante pé, visivelmente nervoso. Ángel virou o rosto para Mikel e sorriu! O seu sorriso maroto continuava o mesmo! Mikel baixou a cabeça e passou uma mão sobre os lábios. Queria gritar, queria chorar, mas tinha de se controlar.

- ¡Oka-chi...!

- ¡Kit-chi!! - Mikel começou a chorar e correu para o cristal, abraçando-se a este.

Tenshi por sua vez sorriu e começou a chorar também. Aproximou-se o mais que pôde do outro lado do cristal para que, de alguma forma, pudesse abraçar Mikel também.

- O Yusuke já me contou tudo o que se passou contigo, meu querido oka-chi... Eu lamento imenso que tenhas passado por tanta dor e sofrimento... Como vês, o mundo em que vivemos, não é lá grande coisa...

- Possa! Tu agora falas muito bem português! - exclamou Mikel, começando-se a rir.

- Eu e tu... Quer dizer, eu e o Yusuke já estamos juntos há 30 anos! É natural que eu tenha aprendido a falar bem português, oka-chi! - respondeu Tenshi, rindo-se também.

- 30 anos...! Parece um sonho! E vocês tiveram um filho lindo! O Renge é um rapaz maravilhoso!

- É verdade, o nosso filho é um menino muito lindo! Amo-o mais do que tudo na vida! Bem como a ti, Yusuke! - rematou Tenshi, piscando o olho a Yusuke e mandando-lhe um beijo. - O Yusuke é um bocadinho ciumento, sabes?

- Não sou nada! - respondeu de imediato Yusuke, com um ar nada convincente. - Quem te manda a ti seres o rapaz mais lindo de todo o Universo?

- ¡Awwww!!

Mikel baixou a cabeça, envergonhado. Aquela conversa soava-lhe muito familiar e ele sabia como ela iria acabar. Trocou olhares com Renge, que lhe sorriu. Yusuke, ao aperceber-se, tossicou e rematou:

- Amor, eu e o Renge vamos deixar-vos a conversar à vontade. Se precisarem de alguma coisa, é só chamarem, está bem?

Tenshi acenou com a cabeça. Yusuke e Renge saíram do quarto, em amena cavaqueira. Mikel sentou-se numa cama ao lado do cristal, a apreciar Tenshi. Estava deliciado por ali estar. Tinha tanta coisa para lhe perguntar! Tanta coisa para lhe contar! No entanto, sentia que tinha um nó na garganta, que o impedia de falar. A dada altura, este perguntou:

- Está tudo bem? Não dizes nada...

- Está sim, Kit-chi! É que... Bem... Eu não estava nada à espera de te encontrar assim! Ainda estou em choque com tudo o que já me contaram, desde que aqui cheguei!

- Ya veo... - murmurou Tenshi, com olhar perdido.

- Kit-chii... Tu... ¿Te recuerdas de esto? - perguntou Mikel, num sussurro.

Levantando-se, Mikel colocou-se em frente de Tenshi e sorrindo muito feliz, começou a cantar:



[Mikel]

Puedo ver a la distancia
En cada estrella y cada lugar
Pequeños fragmentos
De un grande amor
Que el tiempo y el destino

- O que se passa aqui? - inquiriu Yusuke, entrando de rompante no quarto, seguido de Renge.

[Mikel & Tenshi]

No han logrado atar!
Si en la oscura noche te pudiera,
Encontrar...

[Tenshi]

Y aunque fuera en sueños,
Te pudiera abrazar...
Solo a ti...

- Papá, o que é isto? - perguntou Renge, surpreendido.

- Oh meu deus! O João está... Está a despertar o seu poder! Já percebi tudo! Oh meu deus! Esta canção! - respondeu Yusuke, começando a chorar, emocionado.

[Mikel]

No te dejaría ir jamás!Pues eres mi todo

[Mikel & Tenshi]

La luz que habita en mi!
Al volar,
Ya no hay que mirar atrás
En memoria del amor
Debemos seguir...

Si la luz no brilla más
Si todo es oscuridad
Sólo entona esta canción
Con todo el corazón!
Todo lo enfrentaré,
Por tu amor...

[Mikel]

Quiero traer a mi mente
El tiempo que pasé junto a ti
Aquellos bellos recuerdos...
Lo que viví...

[Mikel & Tenshi]

Lo llevo,
Muy dentro de este incierto corazón!
Aunque el tiempo passe y cambie nuestro
Caminar...

[Tenshi]

Seguiremos juntos,
Hasta el final...
Ven a mí...

[Mikel]

Ven, toma mi mano y guíame!
Volaremos juntos

[Mikel & Tenshi]

Con las alas que soñé!

Nas costas de Mikel surgiram dois pares de asas: umas verdes aqua e outras azuis aqua, muito brilhantes! Yusuke e Renge observavam tudo, completamente espantados! O cristal onde Tenshi se encontrava preso, começou a brilhar intensamente e a estalar!


[Mikel & Tenshi]

Al volar,
Ya no hay que mirar atrás
Con gran fe en este amor
Debemos vivir...

Y si ya no puedes más
Si muy solo tu estás
Entonemos a una voz
El canto del amor!
Y por siempre estaré,
Junto a ti!

- Oh meu Deus! É este... É este o Poder Único! - sussurrou Yusuke, completamente atónito.

O cristal começou a quebrar-se!

[Tenshi]

Al volar,
Ya no hay que mírar atrás,
En memoria del amor
Debemos seguir...
Sí la luz no brilla más,
Sí todo es oscuridad,
Entonemos a una voz
El canto del amor!

Al volar,
Ya no hay que mirar atrás,
En memoria del amor
Debemos vivir...

Y sí ya no puedes más,
Sí muy solo tu estás,
Entonemos a una voz
El canto del amor!

[Mikel & Tenshi]

Y por sempre estaré,
Junto a ti!

Quando terminaram de cantar, o cristal finalmente desfez-se!


Yusuke, Renge e Mikel começaram a gritar, aos pulos, a chorar e a rir de alegria! Tenshi, completamente surpreendido com o que acabara de acontecer, sentiu a corrente que mantinha o seu braço preso a desfazer-se! Perdendo o equilíbrio, caiu ao chão! Chorando emocionado, abraçou-se a Mikel, dando-lhe um longo beijo de seguida. Mikel fora apanhado de surpresa. Hesitante, durante alguns segundos resistiu ao beijo, mas por fim, deixou-se levar.

Yusuke e Renge aproximaram-se de Tenshi e de Mikel. Quando Tenshi e Mikel se aperceberam, desfizeram-se em desculpas, perante Yusuke. Yusuke estava tão feliz que se limitou a abraçar Tenshi e a beijá-lo com igual fervor. Renge aproximou-se dos pais e abraçou-se a eles. Finalmente, estavam juntos de novo!

Mikel, por sua vez, começou a afastar-te subtilmente dali. Não queria quebrar o encanto. Fazia uma pequena ideia da dor e do sofrimento que Yusuke, Renge e Tenshi haviam passado e não queria perturbar. Eles mereciam aquele momento. Mal saiu do quarto, correu escadas abaixo, rumo a uma casa de banho. Tinham sido muitas as emoções que tivera naquela tarde. Precisava de chorar e uma casa de banho era um óptimo refúgio.

*Entretanto, muito longe dali, na Nave Akitran...*

- Comandante Karran! Tem uma comunicação em linha! Por favor dirija-se à sua mesa de operações!

- Entendido!

E assim o Comandante Karran dirigiu-se ao local onde se reunia com as entidades mais importantes e poderosas. Fechou a porta quando entrou. Não queria ser incomodado. Sentando-se em frente de um enorme visor, carregou num botão e de imediato, fez-se luz e apareceu imagem do seu interlocutor.

- Olá Comandante Karran! Bons olhos o vejam! Presumo que saiba porque estou a comunicar? Que explosão de energia foi aquela? Até eu a senti aqui!

Karran fungou e recostou-se no seu assento.

- Senhor, as informações que disponho é que o Príncipe Mikel foi enviado para o Planeta Terra do ano 2038, para uma outra realidade. Foi de lá que veio a explosão de energia que sentimos há momentos. Ele despertou o seu poder, ainda que de forma inconsciente.

- Estou a ver, estou a ver... Muito interessante! Comandante Karran, quando é que ele vai começar a missão especial?

- Meu senhor, as informações que disponho é que ele continua a ser testado no local onde se encontra. O teste final não tardará a acontecer, presumo... Se ele passar, regressará e aí, partirá na missão que já sabemos! Caso contrário, acabará por enlouquecer naquele mundo...

- Espero que ele passe o teste final! Seria uma pena vencer esta guerra sem ter luta... Já está tudo preparado?

- Sim, General Seth. Já está tudo pronto para que, caso o Príncipe consiga regressar, parta e seja vitorioso na sua demanda... Pelo menos, em parte dela... Huah ah ah ah!

- Excelente! Bom trabalho, Comandante Karran! Comunicação terminada!

[Continua...]

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Sexo oral. Porém escrito!

Projecto "Baleia Arco-Íris" [Update]

Animal X Animal