Existo, logo penso! #1.5 [PT]

Em Portugal hoje comemora-se o 42º aniversário da Liberdade, num evento chamado Revolução dos Cravos. Após uma senha especial, transmitida pela rádio, as forças militares tomaram o poder e provocaram a queda do regime que estivera em vigor nos 40 anos precedentes.

Esta vitória da Liberdade foi muito importante. Permitiu a Portugal entrar num Regime Democrático, com o qual tem vivido desde então. Desde 1975, já passaram pela governação, 21 governos eleitos por sufrágio universal, embora o governo mais recente tenha surgido de forma inesperada, não porque tivessem ganho as eleições com o número de votos dos eleitores, mas sim através da união de várias forças políticas que todas juntas conseguiram uma maioria dos deputados na Assembleia da República. Este foi talvez o "golpe" mais ousado nestes 42 anos de democracia.

Os meus antepassados, esfinges que viviam na Grécia e no Antigo Egipto, assistiram a muitos golpes curiosos de Estado, mas geralmente eram golpes com alguma violência e derramamento de sangue. Por esse Mundo fora, relembro-me do caso que se passa agora no Brasil, onde a intenção de destituir os poderes à Presidente deles, Dilma Rousseff, está em marcha. Resta saber nesse caso, o que resolverá o Senado, tendo em conta que muitos dos Senadores são "boys" da Presidente e de outros aliados seus.

Retomando a Portugal, muita coisa mudou nestes 42 anos. Eu não faço ideia de como eram as coisas antes. Não sou desse tempo. Quando nasci, Portugal estava prestes a entrar para a Comunidade Económica europeia [C.E.E.] que mais tarde se tornou União europeia [U.E.].  

Embora as minhas memórias já não sejam tão boas quanto desejava, creio que nos anos 90 as pessoas eram mais felizes. Vivia-se com liberdade, mas também se conhecia os limites individuais de cada um. Havia mais educação e respeito. Os pais não iam tirar satisfações, batendo nos professores por dá cá aquela palha e muito menos um aluno agredia um professor por causa deste lhe tirar o telemóvel na sala de aula - aliás os telemóveis só surgiram de forma geral e acessível ao público, já na segunda metade da década de 90.

Hoje em dia, fazendo uma retrospectiva, é bom de ver que temos imensa liberdade. A Internet e mais tarde, as redes sociais, desbloquearam novos meios de informação. Forneceram meios de comunicação e de expressarmos as nossas ideias e por consequência, a nossa liberdade. Claro que tudo isto tem um custo. Hoje em dia peca-se pelos excessos e pelas faltas de respeito à liberdade individual e à privacidade de cada um de nós.Também foram-e desenvolvendo meios de ataque à liberdade dos indivíduos. Desde o início do século XXI, assistimos ao aumento da insegurança e por consequência, a uma necessidade de controle, de pessoas, de bens e serviços. Mas, pior do que isso, assistiu-se a um verdadeiro atentado à nossa liberdade e privacidade.

Nós somos vigiados e controlados de formas que nem imaginamos. Através das redes sociais, através dos sinais de gps dos nossos telemóveis, através das câmaras de video-vigilância que estão colocadas nas ruas, principalmente nas grandes cidades. Muitas pessoas dizem-se mais seguras e não se importam com isso. Porém, isto é uma faca de dois gumes. Perdermos a nossa liberdade e privacidade em troca de um sentimento de maior "segurança" global, não se traduz que estejamos, de facto, mais seguros. O perigo espreita a cada esquina.

E o maior perigo de todos é o medo, seguido da intolerância. As pessoas assumem que a liberdade lhes dá poderes para fazerem o que querem, dizerem o que lhes passa pela cabeça. E de facto, em certos aspectos, estão correctas. Mas é preciso usar de bom senso. É preciso pensar antes de falar, antes de agir. A minha liberdade termina onde começa a liberdade de outrem. É fundamental dar bom uso da liberdade que tanto custou a alcançar nos últimos 42 anos. Afinal, para algumas situações, bem como para as minorias e para as pessoas mais fragilizadas, a liberdade continua a ser quase uma utopia.

Cabe a cada um de nós fazer valer e fazer respeitar a sua liberdade!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Sexo oral. Porém escrito!

Projecto "Baleia Arco-Íris" [Update]

Animal X Animal