12/04/2016

Era Uma Vez... As 3 Rockeiras!

As 3 Rockeiras!

Era uma vez...

...Um projecto que fazia falta na escola da Isabella.

Estava um dia de sol, que preenche em cheio o estado de espírito da Isabella. Ela estava muito contente porque hoje é um dia muito especial. Vai haver uma cerimónia na escola e ela vai ser uma estrela, pois vai ser inaugurada uma rampa de acesso.

Isabella era uma menina de cabelos escuros e olhos esverdeados que desde pequena se deslocava de cadeira de rodas. Ela estava ansiosa para que chegasse este dia, pois isso significava que ela poderia finalmente deslocar-se pela escola sem problemas.

Toda a turma da Isabella estava presente naquele dia. Muitos pais e alunos e também pessoas importantes que a Isabella só ouvira falar na televisão, também ali estavam. A rampa dava acesso a todas as zonas da escola. Era uma rampa feita em cimento, mas estava tão bonita! Isabella achava que ela brilhava.

Havia outro motivo para Isabella estar feliz: graças a esta nova rampa, ela podia frequentar sem problemas a sua aula preferida: Geografia, dada pela professora Carolina. Isabella adorava imaginar outros países, locais e até culturas, talvez porque só se podia deslocar em cadeira de rodas. Mas o que realmente lhe importava era fantasia, pois nos seus pensamentos, Isabella era livre como um pássaro.

Durante a cerimónia, convidaram-me a rampinha sozinha. Todos aplaudem e Isabella sorri feliz, até porque quando chega ao topo, deram-lhe uma tesoura e ela cortou uma fita vermelha!

Os dias passaram e agora Isabella sente-se uma aluna como os outros, com aulas e brincadeiras no recreio. Ela gosta de brincar à caçadinha, à bola, de jogar andebol, basquetebol, futebol e ao jogo do "Jardim da Celeste".

Ela tem a ajuda dos amigos para conseguir brincar com eles. É um trabalho conjunto e importante que a faz compreender que mesmo limitada com cadeira de rodas, ela pode ter as alegrias de uma infância.

Meses depois, Isabella e os seus amigos foram ao teatro ver uma peça que se chamava: "Toca a Mexer!"

Era uma bonita história sobre uma banda de música e dança.

Na peça, havia muita música e vários tipos de dança e coreografias. Isabella e os seus amigos ficaram maravilhados. Nessa noite, Isabella sonhou que pertencia a uma banda de rock e que tocava bateria. No dia seguinte, ela comentou com algumas colegas da escola se elas gostariam de fazer uma banda de rock.

Elas concordaram!

Rapidamente as meninas começaram a pensar nos instrumentos que iam tocar, nas roupas que poderiam vestir, nas letras das canções, nas músicas...!

Tanta coisa!

No meio de tanta algazarra, o dia passou-se num instante. Faltava um pormenor importante: cada uma teria que pedir permissão aos pais.

Isabella estava nervosa quando foi falar com os pais, mas eles aceitaram ajudar. Isto na condição da Isabella continuar a tirar boas notas. No entanto, eles só vão ajudar a ter aulas de música, tudo o resto terá que ser feito pela Isabella e pelas colegas.

Isabella aceita as condições. Estava demasiado feliz! Telefonou à Teresa e à Beatriz, dizendo o que os seus pais lhe tinham dito. Todos os pais aceitaram que elas fizessem a banda e dedicassem algumas horas ao fim de semana para a banda.

Quando estava a chegar o final do ano lectivo, Isabella e as suas amigas pensaram em actuar no baile de finalistas. Pediram à directora de turma que aceitou falar com os outros responsáveis e depois de uma reunião, eles concordaram com a actuação!

Durante o baile de finalistas, a banda "As Três Rockeiras" entrou em palco para dar início ao espectáculo!

Depois de muita festa e muitos aplausos, o ano acabou.

************************************************************

NEE retratada: Distrofia Muscular

As distrofias musculares são doenças hereditárias caracterizadas por uma desordem progressiva dos músculos. Os músculos tornam-se fracos e atrofiam com o tempo.

A distrofia muscular tipo Duchenne é a mais comum das distrofias. Nesta distrofia, durante o primeiro ano de vida, não se observa qualquer alteração clínica aparente. Um pequeno atraso na aquisição da marcha e quedas mais frequentes do que o normal são relatadas pelos pais.

Em seguida, observa-se que as crianças têm dificuldade em subir e descer escadas. O andar vai começando a ser cada vez mais difícil e, geralmente, entre 10 e 12 anos, a criança passa a precisar de cadeira de rodas para se locomover.


Causas para a Distrofia Muscular:

São puramente genéticas, uma vez que se trata de uma doença hereditária recessiva ligada ao cromossoma X, causada pela mutação da proteína Distrofina. Quando a mutação é detectável por método molecular, o diagnóstico pré-natal é possível.


Ideias e Sugestões para recriarem: "As 3 Rockeiras":

Materiais sugeridos: Cartolina; Caixas de cereais; Botões; Elásticos; Esferovite; Lata de bolachas; Prato; Parafusos; Sedas; Rolhas; Fio de pesca; Tintas; Cola;

Sem comentários:

Enviar um comentário

Olá! O teu comentário é sempre bem-vindo!
Comenta, opina, expressa a tua opinião! Este espaço é teu!

Se quiseres contactar connosco, envia-nos um email para:

entrelinhasdirecionadas@outlook.pt

Esperemos que tenhas gostado do blog e que voltes sempre!

Entrelinhas Direcionadas: Felizes Aqueles Que Sabem Ler Nas Entrelinhas! | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2016 | POR:
COMPRE AQUI O LAYOUT QUE SEU BLOG MERECEBILLION DOLLAR LAYOUTS