30/03/2016

Vírgulas do Destino: A Vingança! Capítulo 3

Capítulo 3: O convite!

Passaram-se 3 anos. Após uma grande demanda, eu regressei ao Japão. No entanto, ainda não regressei a casa dessa vez. Tive de fazer uma entrega especial ao meu velho mestre, que vivia em Kanto. Ele convencera-me a ficar naquela região por mais algum tempo, enquanto treinava e aperfeiçoava algumas técnicas que havia conhecido durante a sua demanda. Estava eu a treinar quando de repente...

*Japão, Monte Haruna, Kanto, 14 de Abril de 2016*


mt-haruna-kanto-japan

- Sr. Katsumo Hoshi? - perguntou uma jovem rapariga.

Intrigado, olhei para ela de cima a baixo. Era uma rapariga mais nova que eu. Não teria mais do que 23 anos. Estatura média, morena, cabelos pelo meio das costas. Os calções curtos mostravam umas pernas bastante avantajadas. Uma t-shirt branca completava o estilo, ajustando os seus peitos, ligeiramente maiores dos que eu alguma vez havia visto!

Corado, baixei a cabeça e respondi:

- Sim, sou eu mesmo. O que queres de mim? - respondi, evitando olhar para o peito dela.

A rapariga aproximou-se e rindo-se respondeu:

- Mandaram-me entregar este convite a si.

Incrédulo, olhei para a rapariga e respondi-lhe:

- Lamento, mas não tenho dinheiro nem tempo para festas. Agradeço o convite, mas... Não posso aceitar. Deixas-me agora?

A rapariga negou com a cabeça e insistiu:

- Não, não! É um convite, mas um convite para participares num torneio!

Olhei para a rapariga mensageira bastante surpreso, enquanto recebia o convite. Parecia ser algo oficial, o envelope era trabalhado e vinha lacrado.

- Torneio? Mas que torneio? - inquiri.

- Trata-se de um torneio que vai decorrer na Tailândia daqui a algum tempo. Dentro do envelope tem todas as informações referentes ao evento...

Olhei para ela desconfiado. Mais tarde haveria de falar com o meu mestre sobre isto. Rematei:

- Hum.... Que estranho... Bom... Eu vou pensar nisso. Agora, deixa-me treinar, está bem?

A rapariga sorriu e virando costas, respondeu:

- Faça como entender! Espero que aceite! Até breve!

O convite para o torneio não foi só concedido a Katsumo. Alguns lutadores, dentro dos quais se destacaram os seguintes, receberam o convite.

*Montanhas Huangshan, China*

mt-huangshan-china

- Yaaaaaaaahhhhh!! - gritou um senhor já de idade avançada.

- Você é que é o senhor Nagashi Li? - perguntou um homem corpulento.

O senhor idoso virou-se de repente e acenou com a cabeça, respondendo:

- Sou sim... O que deseja?

- Vim entregar-lhe esta carta! Trata-se de um convite para participar num torneio que vai ocorrer na Tailândia! Fizeram questão que você fosse! - respondeu o simpático mensageiro.

- A sério? Interessante! - respondeu o idoso, entre sorrisos.

- Podemos contar consigo? Tem todas as informações dentro do envelope!

- Claro que sim! Será muito bom! Uma verdadeira honra!

O mensageiro partiu satisfeito, deixando o ancião a completar o seu treino.

*Boston, Estados Unidos da América*

boston-usa

Uma data de raparigas ainda muito jovens persegue um rapaz bastante novo e giro, chamado Abel Santos. Ele era um rapaz muito convencido e fazia jus à sua fama de playboy. Depois de ter terminado com Madalena* e do encontro com Caim*, ele abandonara Portugal e tinha arranjado trabalho na América como actor. Continuava bastante atraente. De média estatura, tinha pintado o cabelo, estando agora castanho aloirado, em contraste com o preto original. Os olhos continuavam castanhos, embora por vezes usasse lentes de contacto coloridas. Ele estava sempre muito bem vestido, pois Abel andava sempre na vanguarda da moda! Magrinho, de pele clara, estava sempre rodeado de fãs por onde quer que andasse. Era um artista criado pelos media e sabia tirar bastante proveito disso...

* Nota do Autor - [ver "Vírgulas do Destino: O Turista" (Parte 1 e Parte 2) e também "Vírgulas do Destino: Meandros da Vida" (Parte 4)]

- Oh babes! Relaxem! Eu chego para todas! - respondeu Abel a sorrir, enquanto muitos paparazzi tiravam fotografias ao jovem actor.

Uma rapariga com aspecto oriental e misterioso aproximou-se com um envelope e diz:

- O senhor desculpe, é o Michael Blein**?

** Nota do Autor - [O Abel era conhecido na América como Michael Blein].

Abel acena e vira-se para ela:

- Sim sou eu! O que quer de mim? Se quer um autógrafo terá de ir para a fila! - respondeu, dando dois beijos à rapariga.

Esta sorriu timidamente, perante o atrevimento dele. Corando muito, ela respondeu, tapando a cara:

- Não, não! Eu vim entregar-lhe este convite! É um convite para participar num evento! Tem todas as instruções sobre o mesmo dentro do envelope! No evento será conhecido pelo seu nome verdadeiro, espero que não haja problemas!

Ele abre o envelope e lendo um pouco, sorri feliz:

- Excelente! Claro que vou! Podem contar comigo!

*Victoria Peak, Hong Kong*

victoria-peak-hong-kong

- Por hoje chega meninos! Podem ir tomar banho! - respondeu um jovem atlético, para um grupo de miúdos que estudavam com ele, numa Academia de Artes Marciais.

- Hao Fang, presumo? - inquiriu uma jovem rapariga, a mesma que já entregara o convite a Katsumo.

- Boa tarde. Sim, sou eu mesmo. O que deseja? - perguntou o jovem.

Sorrindo para ele, a rapariga prosseguiu:

- Mandaram-me vir cá trazer-lhe este envelope. Trata-se de um convite para participar num torneio. Terá todas as informações aí dentro!

Hao Fang pega no envelope e mirando-o desconfiado, pensou:

- "Este torneio pode ser a minha oportunidade para testar as minhas capacidades..."

A rapariga, ao vê-lo tão pensativo, perguntou:

- Podemos contar consigo?

Despertando da sua reflexão, Hao olhou-a nos olhos e sorrindo, respondeu:

- Podem contar comigo!

*Winnipeg, Canadá*


winnipeg-canada

- E o nosso vencedor é... Leonard William!! - grita um árbitro.

As pessoas que assistiam ao combate rejubilaram-se, gritando felizes o nome do seu herói. Um dos mensageiros aproximou-se de Leonard e congratulou-o:

- Parabéns senhor William! Grande vitória!

Leonard olhou para ele com desprezo,  uma vez que já estava habituado a que lhe dessem graxa. Rindo-se satisfeito para consigo mesmo, perguntou:

- Ya meu! Há problems?!?

De imediato o mensageiro nega, rindo-se atrapalhado:

- Ah ah ah...! Não, não! De maneira nenhuma! Apenas lhe venho entregar este envelope! Aqui dentro está um convite para um torneio! Entre outras coisas!

Leonard olhou para ele e respondeu:

- Não... Não me parece.. Não quero participar...

Apanhado de surpresa, o mensageiro insistiu:

- A sério? O lendário Leonard William a recusar combater? É uma pena! Vão estar lá lutadores do Mundo inteiro! Será uma grande oportunidade para o senhor se tornar ainda mais forte e poderoso!

Inchado de orgulho ao ouvir aquilo, Leonard sorriu satisfeito e disse:

- Well... I mudei de ideias... Afinal vou participar! Eu serei um winner!

O mensageiro despediu-se com uma vénia, respondendo:

- Muito bem! Até breve!

Leonard acenou-lhe:

- Tchau e good-bye!

*Monte Kyllini, Grécia*

mt-kyllini-greece

- Ayummmm.... - entoava uma rapariga loira, profundamente concentrada.

- Menina Shian Fu, presumo? - perguntou um mensageiro de meia idade.

Shian despertou do seu treino e sorrindo para ele, acena com a cabeça:

- Sim, tem toda a razão! O que deseja?

- Venho aqui entregar-lhe este convite! - respondeu o mensageiro, entregando o envelope.

- Ai que bom! Eu adoro convites! - respondeu Shian, muito feliz.

Sorrindo abertamente, o mensageiro prosseguiu:

- Este é um convite muito especial... Somente algumas pessoas o estão a receber... Esperemos que aceite participar!

Shian pega no envelope, abre-o e começa a ler o seu conteúdo. Sorrindo levemente, pensa:

- "Ohhhh...avô! O teu sonho....!"

- Desculpe menina... Vai aceitar ou não? - pergunta o mensageiro, confuso.

Envergonhada, Shian sorriu, fez uma vénia e respondeu:

- Sim! Claro que sim! Muito obrigado por me convidarem!

Encantado com a sua simpatia, o mensageiro sorri para ela e fazendo uma vénia, despede-se:

- Ora essa, menina! Até breve!

*Alguns dias mais tarde, na Tailândia*


thailand

- Mestre, os convites foram todos entregues. O chefe dos mensageiros acabou de chegar! - comentou Arun, fazendo uma ligeira vénia ao seu mestre.

X moveu-se por detrás das cortinas. Abriu as mesmas, sentou-se no seu cadeirão e colocou uma máscara. Sorrindo, ele ordena:

- Ele que entre! Então, meu caro amigo, toda a gente aceitou os convites?

O chefe dos mensageiros, o homem de meia-idade que andou a distribuir os convites pelo Mundo junto dos seus companheiros, ajoelhou-se perante X e sorrindo, respondeu:

- Senhor, todos os convites foram entregues nos últimos dias! Quase todos aceitaram de imediato, embora alguns tenham ficado levemente desconfiados e não muito receptivos!

Arun cruzou os braços e murmurou:

- Imagino!

X remexeu-se no cadeirão e perguntou:

- Katsumo Hoshi foi um deles, presumo?

Acenando com a cabeça, o mensageiro chefe confirmou. O misterioso X levantou-se e congratula-o:

- Muito bem! Os teus empregados e tu fizeram um bom trabalho! Os meus parabéns! Mwa ah ah ah!

Pigarreando, o mensageiro aproximou-se de X e pergunta-lhe:

- Ainda bem que o senhor está satisfeito! Hammm... E quanto ao meu pagamento? Já paguei em adiantado aos outros mensageiros, por isso... Falto eu receber!

X sorriu e olhando para Arun, respondeu:

- Claro, claro! Arun, acompanha o nosso mensageiro e dá-lhe a recompensa merecida! Ele fez um excelente trabalho!

Arun fez uma vénia ao seu mestre enquanto este se afasta. O mensageiro e Arun prosseguem em amena cavaqueira, com o mensageiro a partilhar ideias e planos para o dinheiro que vai receber. Depois de alguns minutos a conversarem, já numa zona afastada do local de encontro, o mensageiro pergunta pela enésima vez:

- Então amigo? Quanto dinheiro vou receber? - tocando no braço de Arun.

Arun virou-se para ele. O sorriso simpático deu lugar a um esgar maldoso.

- Não me toques! Quanto ao teu pagamento... É este!

O mensageiro assusta-se e tenta fugir, mas já era tarde demais! Arun aproxima-se e dá-lhe um pontapé em cheio nos joelhos, fazendo-o cair e deslocar os ossos. O mensageiro começa a gritar, cheio de dores e Arun termina o serviço. Após um salto, aplica-lhe uma valente joelhada no peito, matando o mensageiro de imediato, ao quebrar o seu tórax.

- Eh eh eh eh! Mais um que foi desta para melhor! - respondeu Arun, cheio de prazer e ódio. Odiava tudo e todos que fossem fracos. Relembravam-lhe as humilhações que sofrera quando era pequeno, quando ainda era fraco e fora subjugado aos outros. Virando costas, volta ao esconderijo de X, encontrando este e Ghrishma à espera dele.

- Então Arun, deste conta do recado? - perguntou X.

- Sim mestre! - respondeu Arun, com um meio sorriso.

X congratulou-o:

- Muito bem, Arun! Estás cada vez mais poderoso! Vamos começar os preparativos do torneio! Ghrishma, manda vir vinho! Vamos celebrar!

- Sim mestre! - respondeu ele.

Após receberem várias taças, X pegou numa, dando ordens para Ghrishma e Arun pegarem nas restantes:

- Vá, vamos brindar! À nossa vitória!

- À nossa vitória! - responderam Arun e Ghrishma ao mesmo tempo, fazendo um brinde e bebendo o vinho.

[Continua...]

Sem comentários:

Enviar um comentário

Olá! O teu comentário é sempre bem-vindo!
Comenta, opina, expressa a tua opinião! Este espaço é teu!

Se quiseres contactar connosco, envia-nos um email para:

entrelinhasdirecionadas@outlook.pt

Esperemos que tenhas gostado do blog e que voltes sempre!

Entrelinhas Direcionadas: Felizes Aqueles Que Sabem Ler Nas Entrelinhas! | TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © 2016 | POR:
COMPRE AQUI O LAYOUT QUE SEU BLOG MERECEBILLION DOLLAR LAYOUTS